Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

Santos corre risco de 'penhorar' promessas para pagar compra de Damião

Para devolver montante emprestado de R$ 41 milhões pela Doyen, clube pode pagar até R$ 66 milhões

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de janeiro de 2014 | 05h00

SÃO PAULO - O

O fundo de investimentos inglês tem sede em Malta, ilha no Mar Mediterrâneo conhecida por ser um paraíso fiscal. No mesmo escritório da empresa funcionam outras duas companhias que têm como ramo de atividade a atuação no mercado de apostas online em partidas de futebol. Integrantes da oposição santista consideram a Doyen uma parceira suspeita, temem o risco financeiro de ter trazido Leandro Damião e já pediram ao Comitê de Gestão do clube a abertura das cláusulas do contrato com os investidores.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCLeandro Damião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.