Santos derrota o São Caetano no ABC

O Santos, um dos favoritos ao título brasileiro, voltou a vencer depois de incômodo período de jejum. E não foi um resultado qualquer. A equipe jogou bem, não deu oportunidade ao São Caetano e, mesmo atuando fora de casa, no Anacleto Campanella, fez 3 a 1, neste domingo. Com um detalhe importante: Giovanni, ídolo do clube nos anos 90, teve bom desempenho e marcou belo gol, seu primeiro no retorno à equipe paulista.?É sempre bom marcar gol para quem joga no ataque, como eu?, festejou o meia. ?Ainda falta um pouco para que eu chegue à minha melhor condição, mas já estou me sentindo bem.? Gallo deixou o campo aliviado, elogiando Giovanni e a dedicação dos jogadores. Uma derrota complicaria bastante sua situação no comando santista. A diretoria tem interesse na volta de Emerson Leão, mas, se Gallo for capaz de manter o Santos entre os primeiros, dificilmente deixará o cargo. ?O trabalho durante a semana deu resultado?, comemorou o treinador.O ambiente na Vila Belmiro andava pesado. O time tropeçou nos últimos três jogos e, da primeira colocação, caiu para o sétimo lugar no Brasileiro. Na Libertadores, foi eliminado de forma surpreendente pelo Atlético-PR, com duas derrotas. E a proposta do Real Madrid por Robinho agitou ainda mais o clube.O triunfo sobre o São Caetano deve amenizar os problemas. Principalmente por ter sido incontestável. A equipe, que soma agora 17 pontos em 9 partidas, soube superar os desfalques de Léo e Robinho, na seleção brasileira, além de Zé Elias e Fabinho, contundidos, e mostrou competência. Três foram os destaques: Deivid, Ricardinho e Giovanni. Deivid brilhou ao abrir o placar e dar bom passe para Giovanni fazer o terceiro. Os torcedores do Santos, que eram maioria no ABC ? o público foi de 3.823 pagantes ? gritaram ?Fica, Deivid?, durante o confronto, e esqueceram Robinho, que já anunciou o desejo de se transferir para o Real Madrid. O contrato do atacante termina na quinta-feira e seu destino pode ser a Europa. ?Mas espero que o jogo de hoje (26) não tenha sido o último, quero ficar.? Uma definição deverá ocorrer nesta segunda-feira.Os meio-campistas esbanjaram criatividade e desarrumaram a defesa adversária. O primeiro gol saiu logo aos 25 segundos, com Deivid, após ótimo lançamento de Paulo César. O lateral-direito, recuperado de contusão, iniciou o jogo, mas voltou a sentir dores e teve de deixar o campo ainda no primeiro tempo. Os santistas relaxaram um pouco depois do gol e permitiram a reação ao São Caetano. O time do ABC pressionou e chegou ao empate com Alessandro. Uma cobrança de pênalti de Ricardinho, pouco antes do intervalo, pôs os visitante novamente em vantagem.O Azulão, ainda longe de ser aquele time perigoso dos últimos anos, saiu em busca da igualdade, porém sem grande eficiência. O Santos, perigoso nos contra-ataques, assegurou os 3 pontos com golaço de Giovanni. Devid fez boa jogada e tocou para o meia, que deixou o zagueiro Douglas para trás e finalizou com categoria na saída de Sílvio Luiz. O próximo desafio será contra o Goiás, domingo, em Goiânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.