Santos derrota o Vasco por 3 a 1

Apenas 15 minutos foram suficientes para o Santos vencer o Vasco, consolidar a sexta posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e marcar o histórico gol de número 11 mil de sua história. A vitória em São Januário, por 3 a 1, foi fácil, principalmente, porque encontraram um adversário frágil tecnicamente, dono da defesa mais vazada da competição (75 gols) e dependente dos lampejos da genialidade, cada vez mais escassos, do artilheiro Romário. ?O time foi ridículo e o Santos poderia ter feito muito mais?. O resumo do primeiro tempo feito por Romário sintetizou a atuação vascaína. Logo a 1 minuto, a defesa do Vasco falhou e permitiu que Geílson entrasse para a história santista ao fazer, de cabeça, após uma cobrança de escanteio do meia Ricardinho, o gol 11 mil. Uma marca conseguida graças a Pelé, responsável por 10% do total, 1.091 gols. O empate do Vasco veio em uma cobrança de falta na entrada da área feita por Romário, aos 6 minutos. Mas o Santos não se intimidou e a dupla de ataque Geílson e Basílio fizeram o que quiseram entre os zagueiros vascaínos, perdidos em campo. Aos 13 minutos, Basílio sofreu pênalti do lateral-direito Wagner Diniz. Um minuto depois, Ricardinho cobrou a infração e colocou o Santos em vantagem no placar. Ainda atordoado com o segundo gol do santista, os zagueiros do Vasco voltaram a bobear e, aos 15 minutos, Basílio, de voleio, fez o terceiro. ?Falei para eles que o Santos vinha para nos atropelar, mas não me ouviram. Fazer o quê??, desabafou o técnico do Vasco, Renato Gaúcho, ciente de que a invencibilidade de 10 partidas - 92 dias - em São Januário já estava perdida. No segundo tempo, o panorama da partida não mudou. Logo aos quatro minutos, o Santos pressionou e o volante vascaíno Osmar cortou a bola com a mão dentro da área. O árbitro Wilson de Souza Mendonça marcou pênalti, mas o lateral Paulo César desperdiçou a cobrança ao chutar a bola para fora. Aos 22 minutos, Romário sofreu falta de Halisson na entrada da área, mas o juiz marcou pênalti. O artilheiro cobrou e acertou a bola na trave. Com o resultado, o Santos, que no domingo enfrenta o Cruzeiro, no Palestra Itália, totalizou 55 pontos. Já o Vasco permaneceu com 39 e, também no domingo, joga contra o Corinthians, no Pacaembu.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2005 | 23h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.