Santos descarta 'relaxar' na reta final do Brasileirão

Apesar de não ter mais pretensões no Campeonato Brasileiro, o técnico interino Marcelo Martelotte disse nesta sexta-feira que fará um jogo "decisivo" contra o Grêmio, sábado, na Vila Belmiro. O time não tem mais chances de brigar pelo título e já está classificado para a Copa Libertadores, por ter conquistado o título da Copa do Brasil.

SANCHES FILHO, Agência Estado

12 de novembro de 2010 | 22h50

"Entendo o jogo como decisivo para o Grêmio, que ainda luta por vaga na Libertadores, é decisivo para nós também. Precisamos do resultado em razão da nossa sequência negativa. Já são três empates, logo com o time que menos empata no Brasileiro", declarou Martelotte.

O capitão santista Edu Dracena reforçou o discurso do treinador e avisou que o time não vai "relaxar" nas últimas rodadas. "Somos profissionais e conquistamos o respeito de todos este ano. Não é porque não estamos brigando pelo título, vamos entrar relaxados. Temos que honrar nossa camisa. Além disso, serão jogos decisivos para as outras equipes e, por isso, devem ser importantes para a gente também", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.