Santos: desfalques e técnico interino

O torcedor santista vai ver nesta quarta-feira em campo contra o Santo André um time bem diferente do que está acostumado a ver. Na estréia de Serginho Chulapa como técnico interino, a equipe não contará com seis titulares, mas deverá mostrar em campo um futebol mais vibrante daquele jogado com Oswaldo de Oliveira no comando. "Vou escalar o que temos de melhor no momento", disse Serginho, que nesta quarta deu um coletivo de 30 minutos para mostrar o que pretende do elenco. E, como sempre, gritou muito, parou jogadas para conversar com os atletas, sempre exigindo mais."Eles estão sabendo o que eu quero em Santo André e vamos ter pelo menos muito empenho, pois é o momento de dar mais chance para os adversários". Quem estava acostumado a ver o sempre calmo Oswaldo de Oliveira comandando o time dentro de campo, verá Serginho Chulapa com sua característica completamente diferente: "eu grito os 90 minutos", disse o treinador.Para o jogo desta quarta, o Santos não terá os laterais Paulo César e Léo, os volantes Fabinho e Tcheco (contundidos), o meia Ricardinho e o atacante Robinho (na seleção). Flávio será o lateral-direito e Giba o esquerdo. Beto será o volante, jogando ao lado de Bóvio, que teve nesta terça problemas estomacais, tomou soro, mas deve jogar.Com a ausência de Ricardinho e Robinho, Serginho Chulapa vai montar o meio-de-campo com Fábio Baiano e Luís Augusto e o ataque com Basílio e Deivid. "Jogar sem tantos titulares é complicado, mas os jogadores que vão entrar têm de honrar a camisa do Santos, pois têm condições para isso".Bóvio passou mal, com problemas estomacais, e teve de tomar soro. "Acho que vai dar para jogar, pois é hora de cada um se superar nesse momento que temos de doar um pouquinho mais".Nesta terça-feira, o centroavante Deivid admitiu que o Corinthians fez proposta para contratá-lo há dois meses, tendo procurado diretamente o Bordeaux, clube que tem seus direitos federativos. Mas revelou que vai cumprir seu contrato com o Santos até o fim, em julho, e que sua intenção é renová-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.