Santos desiste de diminuição da pena de Rodrigo Souto

Pego no exame antidoping, jogador recebeu suspensão de dois anos, mas pode atuar em competições nacionais

Sanches Filho, Agencia Estado

28 de setembro de 2008 | 19h42

O departamento jurídico do Santos, assessorado por dois advogados especializados em direito desportivo internacional, vai comunicar à Corte Arbitral do Esporte (CAS), nos próximos dias, que desiste do recurso em que pedia a redução da pena de dois anos de suspensão de Rodrigo Souto.Veja também:Santos e Portuguesa empatam por 1 a 1 na Vila BelmiroO volante foi pego no exame antidoping do jogo entre San José e Santos, em Oruro, na Bolívia, pela fase de grupos da Libertadores da América. O jogador foi julgado e suspenso por dois anos pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O Santos recorreu da decisão junto à Fifa, que liberou Rodrigo Souto para atuar em competições no Brasil.O assunto vem sendo tratado em sigilo e o motivo principal da desistência seria que a decisão da Fifa de restringir a suspensão de Souto apenas para jogos da Conmebol já atende aos interesses do clube. E também há preocupação quanto à possibilidade de a Corte restabelecer ou até mesmo agravar a sentença da Conmebol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCRodrigo Souto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.