Itamar Aguiar/Divulgação
Itamar Aguiar/Divulgação

Santos desiste de recontratar Kléber, do Inter

Presidente Luis Álvaro disse que salário pedido pelo jogador está fora dos padrões do clube

Lucas Borges, ESPN.com.br

28 de dezembro de 2011 | 12h36

SÃO PAULO - O Santos encerrou as conversas pelo lateral esquerdo Kléber, do Internacional e não vai mais tentar recontratar o jogador. Segundo o presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, o salário pedido pelo jogador está fora dos padrões do clube.

"Desistimos definitivamente. Há uma incompatibilidade. É um grande jogador, mas assumimos o Santos com o propósito firme de não gastar mais do que arrecadamos. Tem dado certo. O time do Santos encareceu muito com as vitórias e não vamos fazer maluquices para contratar", disse Luis Álvaro ao ESPN.com.br.

Kléber defendeu o Santos de 2005 a 2008, quando mudou-se para o Inter. Na Vila Belmiro, conquistou dois Campeonatos Paulistas, em 2006 e 2007. Com o Santos fora do caminho, o Vasco, outro interessado, ganha força para tentar levar Kléber.

2012

A contratação de um lateral esquerdo seria um pedido do técnico Muricy Ramalho, que neste final de ano teve que improvisar o zagueiro Durval na posição devido aos constantes problemas físicos do veterano Léo.

Mas Luis Álvaro afirma que a prioridade do Santos era a contratação de um lateral direito, problema que foi solucionado com o acerto por Jonas, do Coritiba - o ex-titular Danilo foi negociado com o Porto. O presidente garante que agora só se concentrará em contratações em 2012 e de forma moderada. O principal objetivo, diz o dirigente, é manter a base do time que venceu o Paulistão e a Copa Libertadores deste ano.

"O espírito e a ideia do Santos é manter o máximo possível a equipe que vem jogando junto há quase dois anos. Temos sete titulares que jogaram juntos no primeiro semestre. Talvez isso explique um pouco o nosso sucesso. Barcelona e Uruguai ganharam esse ano por que mantiveram seus times", concluiu Luis Álvaro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.