Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos deve apostar em estrangeiros para se recuperar no Brasileirão

Equipe já contratou Bryan Ruiz e negocia chegada de volante uruguaio e atacante paraguaio

Estadão Conteúdo

17 de julho de 2018 | 08h06

As apostas do Santos para se recuperar no Campeonato Brasileiro e ir longe na Copa do Brasil e na Libertadores vêm do exterior e, em sua maior parte, da Copa do Mundo. Após se reforçar com o meia costarriquenho Bryan Ruiz, o clube está perto de contratar o volante uruguaio Carlos Sánchez, em negociações elogiadas por Alison, que já ganhou um companheiro estrangeiro e pode receber outro na Vila Belmiro nos próximos dias.

+ Recuperado, Alison projeta evolução do Santos 'degrau a degrau'

+ Sasha diz que Santos fez boa preparação no México e exibe confiança para clássico

Bryan Ruiz recebeu a camisa 10 do Santos em sua apresentação oficial e deve ficar com a vaga que vinha sendo exercida por Jean Mota nos compromissos mais recentes do clube. "Vejo com bons olhos, é mais um reforço que chega. E espero que ele possa se adaptar o mais rápido possível. Vai ser bom", afirmou Alison em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Até agora, Bryan Ruiz foi o único reforço anunciado pelo Santos após a pausa do Brasileirão, torneio em que está na 15ª posição, com somente um ponto de vantagem para a zona de rebaixamento. O time também está classificado às oitavas de final da Libertadores e às quartas de final da Copa do Brasil.

O time, porém, negocia a chegada do volante Carlos Sánchez, que está no mexicano Monterrey. E Alison elogia a possibilidade de o Santos contratá-lo. "Caso aconteça, é algo bom para o Santos. Essa competição pela posição é importante para os jogadores, comissão técnica e Santos. Quanto mais reforços vierem, melhor. Quem vier vai ser bem-vindo".

A contratação de Sánchez deve aumentar a disputa por uma vaga no meio-campo santista, situação que não assusta Alison. Para ele, isso trará benefícios ao clube. "Isso é importante para o jogador e para quem não está jogando, para não se acomodar. Para quem está jogando é uma motivação. É interessante ter essa disputa por posição", concluiu.

Outro estrangeiro na mira do Santos é o atacante Derlis González. O paraguaio, do Dínamo de Kiev, participou das edições de 2015, quando marcou um gol contra o Brasil, e 2016 da Copa América pela sua seleção nacional.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.