Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Santos deve escalar time reserva contra o Rio Branco

Líder do Campeonato Paulista e perto de garantir a classificação antecipada para as semifinais, o Santos pretende aproveitar a vantagem de sete pontos que tem sobre o Noroeste, quarto colocado (28 a 21 pontos), e direcionar seus esforços para o importante clássico de domingo contra o vice-líder São Paulo (27), na Vila Belmiro.Além de Zé Roberto, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Vanderlei Luxemburgo deve poupar os principais titulares contra o Rio Branco, na quinta-feira à noite, em Americana (SP). Antonio Carlos - está pendurado com dois amarelos -, Kleber, Maldonado e Cleber Santana devem ser alguns dos ausentes. Além de garantir a força máxima para o jogo de domingo, será uma oportunidade para dar ritmo a jogadores como o lateral-esquerdo Carlinhos e o meia Pedrinho. Com sete pontos de vantagem sobre Noroeste e Paulista, quem estão empatados em quarto lugar, com 21 pontos, o Santos só deixa de se classificar às semifinais se ocorrer um desastre. Porém, Luxemburgo lembra que agora vai começar a seqüência mais difícil do campeonato para a sua equipe, com os clássicos com o São Paulo e o Corinthians - ambos na Vila Belmiro - e os jogos diante de Noroeste e Ituano, que, com o Paulista, são os melhores do interior. "Com a vitória contra o Paulista, não garantimos a vaga, mas demos um passo importante. Avançamos e identificamos o São Paulo como nosso grande adversário na luta pelo primeiro lugar na fase de classificação", disse o técnico, que faz questão de fechar a primeira etapa do Paulistão em primeiro lugar para diminuir as vantagens que o São Paulo deverá ter nas etapas decisivas, quando os mandos de jogos serão da FPF. Mas faz questão de dizer que nem por isso deixará de exigir que o time continue apresentando o futebol que o mantém na liderança do Campeonato Paulista desde a terceira rodada. "Para ganhar, a equipe tem que jogar um bom futebol, além de ter a melhor defesa e o melhor ataque. Vamos continuar trabalhando nesse sentido." Não é só a campanha do time que deixa Luxemburgo satisfeito. A cada jogo, o técnico se convence de que a contratação de Zé Roberto, no segundo semestre do ano passado, foi a sua decisão mais importante para que o Santos se tornasse um candidato natural ao título de qualquer competição que disputar. "Fico feliz vendo Zé Roberto jogar. Depois de atuar tanto tempo fora, já está readaptado. Só falta assimilar um pouco mais a diferença de velocidade de jogo que há entre o futebol europeu e brasileiro".O técnico citou ainda sua participação para que o meia atravesse uma grande fase. "Eu mudei a posição dele. Agora Zé está jogando por trás dos dois atacantes e se transformou no cérebro do time. É um profissional belíssimo." Os jogadores folgaram nesta segunda-feira e voltam a treinar nesta terça-feira à tarde, no CT Rei Pelé.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.