Santos deve estrear incompleto

O técnico Celso Roth comandou hoje o primeiro coletivo do Santos, mas o resultado não pôde ser levado em conta, pois teve de armar o time principal com os poucos jogadores disponíveis. Se o grupo que participa da pré-temporada dispõe de quatro goleiros, há falta de atletas para diversas posições, especialmente de atacantes.Roth já definiu que adotará o esquema tático 4-4-2. Não promete ainda um time ofensivo, mas pretende acabar com a fama de retranqueiro que ganhou no Palmeiras. Mesmo com o time incompleto, o treinador está satisfeito com o trabalho da pré-temporada em São Pedro.O primeiro teste será no sábado, quando o time fará um amistoso contra a Internacional, em Limeira. Roth pretende observar outros jogadores, mas se repetir a equipe do coletivo de hoje, que terminou sem gols, a formação será a seguinte: Fábio Costa; Michel, Preto, Cléber e Léo; Marcelo Silva, Renato, Eduardo Marques e Robert; Weldon e Elano.O zagueiro Odvan, a primeira contratação dos santistas, está treinando separado do grupo. A previsão é a de que ele esteja em forma em 15 dias. Outros reforços que chegarão nos próximos dias deverão passar pelo mesmo processo de treinamento e a previsão é a de que o time faça sua estréia no Rio-São Paulo incompleto, dia 20, contra America-RJ.Viola - Depois de amargar uma espera de horas para conversar com o presidente Marcelo Teixeira, o atacante Viola não teve sucesso e ainda deixou a Vila Belmiro, na terça-feira, sem o prometido cheque. O jogador disse que não recebeu os salários de novembro e dezembro e havia feito acordo para receber esses pagamentos mais as verbas rescisórias em quatro parcelas. Esperava o primeiro cheque, mas saiu sem nada.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2002 | 18h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.