Santos diz que Robinho fica até 2006

Robinho é o presente de aniversário que o Santos vinha mantendo em segredo para ser anunciado pelo presidente do Santos, Marcelo Teixeira, na solenidade de comemoração do 93º aniversário de fundação do clube, hoje, na Vila Belmiro, com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alkmin. "Robinho permanecerá no Santos até 2006", discursou o dirigente, para uma platéia de aproximadamente 150 pessoas, entre políticos, diretores, conselheiros e ex-jogadores do Santos, além do técnico Alexandre Gallo e do meia Ricardinho. A platéia foi ao delírio, embora a situação continue sendo a mesma. Em seguida, Teixeira falou da importância que Robinho tem para o projeto do clube de atrair novos sócios e para ampliar o seu prestígio no exterior e revelou o segredo para manter o jogador na Vila Belmiro, apesar do forte assédio de grandes clubes da Europa. "Vamos fazer valer o nosso direito. Robinho tem contrato com o Santos até janeiro de 2008 e só deixará a Vila Belmiro se algum clube do exterior depositar o valor da multa contratual, que é de US$ 50 milhões, ou R$ 300 milhões, no caso de agremiação brasileira", afirmou. O dirigente aproveitou para condenar a atitude do técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, que disse, no programa do Jô Soares, na noite de terça-feira, que seria "bom em todos os sentidos" para Robinho a transferência para um clube de ponta da Europa. "Fico surpreso quando o técnico da Seleção faz esse tipo de afirmação. Não vejo dessa forma. Vejo Robinho crescendo e satisfeito no futebol brasileiro", rebateu. "Ele não precisa ir para o exterior para se tornar titular da Seleção Brasileira, o que acontecerá dentro de pouco tempo se houver justiça." Repetindo tudo o que dissera na coletiva que deu à imprensa na segunda-feira passada, Teixeira garantiu que não recebeu nenhuma proposta para negociar Robinho e que decidiu com a diretoria que vai fazer com que o jogador cumpra o seu contrato em razão das especulações diárias segundas as quais ele já estaria negociado com o Real Madri e que o Santos receberia US$ 10 milhões livres. "Não fizemos nenhum tipo de acerto. Estamos agindo com a razão e vamos fazer valer nossos direitos", insistiu. Robinho esteve reunido com Teixeira durante 20 minutos, no final da manhã de hoje. Quando chegou à Vila Belmiro para almoçar com os demais jogadores e aguardar a viagem para a Atibaia, às 12h, foi chamado à sala da presidência e quando saiu, manteve a posição adotada desde o final do ano passado, não antecipando se vai ou não embora no meio do ano. Repetiu três vezes que "o futuro a Deus pertence" e ao mandar uma mensagem de aniversários para os torcedores, por uma emissora de televisão da Baixada, afirmou "espero comemorar outros aniversários jogando aqui", para, em seguida, afirmar: "Estou vivendo o presente e só vou falar de propostas depois da Libertadores", insinuando que pode seguir os conselhos de Parreira e se tornar um novo milionário do futebol, indo para a Europa. Na solenidade comemorativa do 93º aniversário de fundação do clube, o governador Alkmin recebeu a faixa de campeão brasileiro de 2005, a exemplo do técnico Gallo, representando a comissão técnica que era comandada por Vanderlei Luxemburgo e da qual fazia parte como auxiliar-técnico, de Ricardinho, em nome dos jogadores, o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Nicolás Leoz, e outros dirigentes e autoridades. Em sua saudação, o presidente santista aproveitou para lançar a candidatura de Alkmin à presidência da República. O futebol santista está em Atibaia desde hoje à tarde, preparando-se para o jogo contra o Danúbio, quarta-feira, em Montevidéu. Para o jogo de domingo, contra o Marília, pela última rodada do Campeonato Paulista, Gallo vai escalar um time de reservas, mesclado com jogadores que estão voltando de contusão, como Tcheco, Basílio e Fábio Baiano. A viagem para Montevidéu será às 13h de segunda-feira.

Agencia Estado,

14 de abril de 2005 | 16h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.