Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Santos e Corinthians decidem Copa São Paulo em clima de rivalidade

Carga de ingressos e favoritismo motivam adversários a lutar pelo título no Pacaembu

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

25 de janeiro de 2014 | 05h00

SÃO PAULO - Os garotos que decidem a Copa São Paulo de Futebol Júnior, neste sábado, no Pacaembu, vão experimentar pela primeira vez o clima de uma grande final sob intensa rivalidade. No clássico paulista, o Santos é movido pela insatisfação com a divisão da carga de ingressos, enquanto o Corinthians quer derrubar o grande favorito.

A previsão de público é de quase 30 mil pessoas. A maioria será de corintianos, o que irritou a diretoria do Santos. O clube mandou dois ofícios à Federação Paulista de Futebol (FPF) para pedir que a carga total de bilhetes fosse dividida igualmente. Apesar disso, 53% das entradas foram destinadas para a torcida adversária.

Atual campeão do torneio e com melhor campanha que o Corinthians, o Santos se sentiu prejudicado. “Vamos usar isso para motivar os jogadores. Tudo o que gente puder colocar para dar um ‘molho’ na partida, a gente coloca”, contou o técnico, Pepinho Macia.

O comandante conta com sete atletas do elenco de 2013. Entre eles está o atacante Neilton, que já atua no profissional, e é a única dúvida para a decisão. O jogador torceu o tornozelo na semifinal contra o Atlético-MG e não treinou nesta sexta-feira. Mesmo sem Neilton, os resultados recentes não deixam dúvida de quem é o favorito. Além de defender o título, o Santos conquistou em dezembro a Copa do Brasil sub-20 e nesta edição da Copinha, ganhou os sete jogos e marcou 27 gols.

O Corinthians se apega à torcida e à tradição de ser o maior vencedor da história do torneio, com oito títulos, “A equipe do Santos tem muita qualidade, nós estudamos os principais pontos e temos certeza que nos apresentarão muitas dificuldades, mas agora o mais importante é o fator psicológico”, disse o técnico, Osmar Loss. Preocupado, o time fez treinos fechados à imprensa nos últimos dois dias. A principal mudança será a saída de Leandro. O atacante, autor de três gols no torneio, está suspenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.