Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Santos e Corinthians empatam na Vila

Santos e Corinthians ficaram com o prejuízo no empate por 1 a 1 no clássico, nesta quarta, na Vila Belmiro. O time santista, que precisava da vitória para assumir a liderança do Brasileiro, levou apenas um ponto. Pulou de 64 para 65, dois atrás do líder Atlético-PR que enfrenta o Juventude em Caxias do Sul (RS), nesta quinta-feira. E o Corinthians chegou aos 53, caindo do nono para o décimo lugar. "Empate no clássico não é um resultado ruim", disse Robinho, sem levar em conta que seu time jogou em casa teria de vencer.O Santos controlou o primeiro tempo com boa marcação e muita velocidade na saída de bola. Conseguiu o gol, marcado por Preto Casagrande, aos 22, em uma falha do goleiro Fábio Costa, mas não fechou a conta com a vitória parcial. "Errei, faz parte da minha profissão", disse Fábio Costa.No último minuto, Edson empatou depois de um vacilo de Domingos, que não despachou a bola da pequena área como se exige de um zagueiro sério. Empate que ficou bom para o Corinthians, um time valente que passou os 45 minutos correndo atrás do adversário. Em nenhum momento pensou no jogo. Viveu de chutões na saída para o ataque e da perseguição implacável do quarteto Anderson, Betão, Fabinho e Wendel em cima de Robinho, Deivid, Ricardinho e Elano. Muita força e pouco cérebro.Do lado santista, apesar da boa marcação e muita pressão no ataque, faltou buscar o gol com mais apetite. O time chegava fácil no campo inimigo, rondava a grande área, mas não criava chances de gol. Pagou caro e sofreu o castigo no final. Na volta para o segundo tempo, Vanderlei Luxemburgo e Tite não mexeram nos seus times.O Corinthians voltou mais organizado. Continuou firme na marcação e com boa saída para o ataque com Gil e Fábio Baiano. O Santos não mudou seu jogo, mas perdeu o impacto. E criou algumas chances para marcar o segundo. Fábio Costa evitou gol certo ao rebater um voleio de Elano, aos 9 minutos. Deivid perdeu outro, aos 13. Apenas aos 30, o Corinthians respondeu com Jô desperdiçando uma boa chance em cruzamento de Fábio Baiano.Luxemburgo tentou mudar o curso do seu time trocando o apático Elano por Basílio e depois Paulo César por Bóvio. E foi buscar o gol. O Corinthians se fechou para jogar ainda mais no contra-ataque. Aos 36, Basílio perdeu uma grande chance e no rebote Fábio Costa evitou o gol de Robinho. O Corinthians ainda teve uma oportunidade, aos 48, em cobrança de falta mas Coelho bateu errado. Empate ruim para o Santos e Corinthians.Nota da Redação: por motivos técnicos, a matéria foi inserida no sistema após o horário normal.

Agencia Estado,

07 de outubro de 2004 | 03h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.