Santos é derrotado pelo Flamengo no Maracanã por 2 a 1

Com 28 pontos e um jogo a menos, Santos fica na sétima colocação e fica mais distante do G-4

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 23h04

RIO - A sequência vitoriosa do Santos em sua maratona de jogos nesta semana, pelo Campeonato Brasileiro, acabou. Nesta quinta-feira, não mostrou a mesma força das vitórias contra Goiás e Internacional e foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo complemento da 20.ª rodada - a primeira do returno da competição.

Com 28 pontos e uma partida a menos, o Santos permanece na sétima colocação e fica mais distante do G4 - a zona de classificação à próxima edição da Copa Libertadores. O quarto colocado, que é o Atlético Paranaense, tem 35 pontos. Já o Flamengo, neste momento pensando mais em se afastar da zona de rebaixamento, subiu para a 11.ª posição, com 25 pontos - três a mais que a Portuguesa, a primeira da degola.

Com mais toque de bola, espaço no meio de campo e uma marcação mais adiantada, o Flamengo dominou o Santos na maior parte do tempo. E o primeiro gol veio justamente nesta maior pressão maior aos defensores santistas. Aos 19 minutos, Alison perdeu a bola na sua intermediária para Léo Moura, que tentou tabelar com Hernane na entrada da área. Meio sem querer, o centroavante tocou de lado e o lateral-direito apareceu sem marcação para tocar para o gol na saída de Aranha.

O lance mostrou uma deficiência que impediu o Santos de usar a estratégia de contragolpe: os erros de passe. Em poucos momentos, o time conseguiu tocar a bola de pé em pé para surpreender a defesa. Foram 16 erros de passe só no primeiro tempo.

Na segunda etapa, a história da primeira se repetiu. Aos 9 minutos, foi a vez de Renato Abreu, que enfrentava seu ex-clube pela primeira vez, perder a bola no meio e dar a chance para o inimigo. Na frente do goleiro Aranha, Carlos Eduardo mostrou generosidade, tocou de lado e deu o gol para Hernane.

Mas não deu tempo para o técnico Mano Menezes respirar aliviado e diminuir a pressão dos torcedores (o Flamengo era o primeiro time fora da zona de rebaixamento). Praticamente na saída de bola, Everton Costa sofreu pênalti de Samir. Cícero bateu bem, recolocou o Santos no jogou e mostrou porque é o artilheiro do time na temporada com 15 gols (cinco no Brasileirão).

Nesse momento do jogo, na hora de buscar o empate, o Santos sentiu falta dos seus cinco desfalques (Arouca, Montillo, Marcos Assunção, Giva e Edu Dracena). Também comprometeu o desempenho do time a maratona de ter jogado no sábado (Goiás) e na terça (Internacional).

Com o declínio físico, as defesas ficaram menos atentas e os espaços apareceram. Paulinho, do lado flamenguista, e Thiago Ribeiro, pelo Santos, perderam chances similares na cara do goleiro, que poderiam ter mudado o rumo do jogo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 1 SANTOS

FLAMENGO - Paulo Victor; Léo Moura (Luiz Antônio), Samir, Wallace e André Santos; Cáceres, Elias, Paulinho (João Paulo) e Gabriel (Rafinha); Carlos Eduardo e Hernane. Técnico: Mano Menezes.

SANTOS - Aranha; Cicinho, Gustavo Henrique, Durval e Mena (Emerson Palmieri); Alison (Gabriel), Renê Júnior, Cícero e Renato Abreu; Thiago Ribeiro e Everton Costa (Willian José). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Léo Moura, aos 19 minutos do primeiro tempo; Hernane, aos 9, e Cícero (pênalti), aos 12 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Elias, Cáceres, Samir e Carlos Eduardo (Flamengo); Willian José e Gabriel (Santos).

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/PE).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 16.203 pagantes (21.780 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.