Santos e Flamengo empatam sem gols e mantêm má fase no Brasileirão

Paulinho perde gol incrível nos minutos finais da partida disputada no Morumbi

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

25 de maio de 2014 | 18h04

SÃO PAULO - Existem 0 a 0 que são ótimos de assistir e que faz os torcedores lamentarem a falta de gols para coroar um bom jogo. Outros são verdadeiros martírios, como o que Santos e Flamengo protagonizaram. Desfalcados e em má fase, os times não conseguiram empolgar o torcedor e permanecem em na parte de baixo da classificação.

Dois dos clubes mais vitoriosos do país, os rivais expuseram mais uma vez suas enormes deficiências e deixaram ao torcedor um cenário de dúvida para o futuro. É difícil imaginar uma reação no campeonato diante do que foi apresentado neste domingo num frio e chuvoso Morumbi, que acabou aumentando a carga de melancolia do confronto.

É verdade que a chuva castigou nos 90 minutos, mas o gramado suportou o volume de água e proporcionou condições para um bom jogo; foi a ineficiência dos jogadores que prejudicou a qualidade da partida.

O caso mais enigmático é do Santos. Desde que perdeu a final do Campeonato Paulista para o Ituano o time nunca mais se encontrou. As atuações demolidoras no Estadual ficaram no passado e deram lugar a um time apático e incapaz de fazer o bê-a-bá - marcação compacta, variações de jogo e saída em velocidade. Em que se pese os inúmeros desfalques e a iminente saída de Cícero (leia mais abaixo), o fraco desempenho ontem foi apenas mais um no atual momento ruim do time.

Já o Flamengo, se não se reforçar, dificilmente conseguirá algo além de se manter em posição intermediária na tabela - em uma projeção otimista. Ney Franco vai mexendo as poucas peças que tem, mas não há como extrair uma boa limonada quando os limões não ajudam.

Ainda assim os cariocas podem reclamar de um pênalti não marcado de Victor Andrade em Léo Moura na primeira etapa e viram um arremate de Luiz Antônio desviado na zaga. O Rubro-negro, que passou os primeiros minutos todo em seu campo de defesa mas bastou sair para o jogo para expor o terror que é a defesa do Santos.

Apesar do aparente domínio carioca, o fato é que os oponentes não conseguiram ter o domínio do meio e fizeram as jogadas se limitarem a lances esporádicos pelos lados ou em bolas alçadas na grande área. Faltou o passe em profundidade, aquele capaz de deixar o atacante na cara do gol. Renato e Lucas Lima, pelo Santos, e Negueba, pelo Flamengo, bem que tentaram, mas esbarraram nas próprias limitações.

ALARME FALSO 

Parecia que o Santos mudaria o panorama da partida no segundo tempo quando o time adiantou as linhas de marcação e sufocou o adversário em seu campo. Em pouco mais de dez minutos, o time produziu mais do que nos 45 iniciais e perdeu boas chances. Mas foi apenas um suspiro sem consistência.

Passada a débil pressão, o Flamengo voltou a equilibrar as ações e tornou a partida novamente um martírio para os pouco mais de 7 mil pagantes. Quem foi ao Morumbi teve a impressão de que os 90 minutos demoraram dias para passar.

Só nos 15 minutos finais, quando Geuvânio foi expulso, que a partida ganhou emoção. Aos 46, Paulinho recebeu cruzamento rasteiro e, sem marcação e na pequena área, mandou a bola bisonhamente no travessão de Aranha. Um retrato fiel do fraquíssimo jogo que transformou em castigo para quem se aventurou a ir ao Morumbi.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 0 X 0 FLAMENGO

SANTOS - Aranha; Cicinho (Bruno Peres), Jubal, David Braz e Zé Carlos; Arouca, Renato e Lucas Lima; Victor Andrade (Diego Cardoso), Geuvânio e Stéfano Yuri (Jorge Eduardo). Técnico - Oswaldo de Oliveira.

FLAMENGO - Paulo Victor; Léo Moura, Wallace, Chicão e Samir; Luiz Antonio, Amaral, Márcio Araújo e Everton (Arthur); Paulinho e Negueba (Igor Sartori). Técnico - Ney Franco.

ÁRBITRO - Jaílson Macedo Freitas (BA).

CARTÕES AMARELOS - Jubal, David Braz (Santos) Amaral, Samir e Luiz Antônio (Flamengo).

CARTÃO VERMELHO - Geuvânio (Santos).

RENDA - R$ 125.165,00.

PÚBLICO - 7.193 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCFlamengoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.