Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Santos e Guarani se reencontram após final do Paulistão de 2012

Apenas 10 meses e três dias depois daquela decisão, os dois times estão bastante mudados

SANCHES FILHO, Agência Estado

16 de março de 2013 | 07h05

SANTOS - O Santos recebe o Guarani neste sábado, a partir das 16 horas, na Vila Belmiro, no reencontro dos finalistas do Paulistão do ano passado. Apenas 10 meses e três dias depois daquela decisão, que terminou com vitória santista, os dois times estão bastante mudados. E para pior. O tricampeão estadual não tem mais o talento de Ganso no meio-de-campo, o oportunismo de Alan Kardec no ataque e, o que é mais preocupante, Neymar tem jogado mal (não faz gol há três jogos). Do outro lado, o clube de Campinas vem lutando para não ser rebaixado.

Por disputar apenas o Paulistão até abril, enquanto seus principais rivais se dividem com a Libertadores, o Santos é tido como o mais forte candidato ao título, mas o seu futebol ainda não convenceu. Para reverter isso, aposta em Neymar. Ele está descansado, depois de duas semanas só de treinos e badalações - cumpriu suspensão na última rodada -, e volta justamente no estádio de sua preferência, com apoio do torcedor e contra um adversário que não chega a representar grande perigo. Vai ser a oportunidade ideal para brilhar novamente.

O Guarani é uma das vítimas preferidas de Neymar. Tanto é verdade que o Santos ganhou os quatro jogos em que ele esteve em campo contra o time de Campinas. Além de ter marcado quatro gols na decisão do Paulistão do ano passado - dois em cada jogo (3 a 0 e 4 a 2)-, o atacante fez outros cinco na goleada por 8 a 1 na Copa do Brasil de 2010, já somando 10 gols contra esse adversário.

Mas o começo de ano não tem sido bom para Neymar. Nas três vezes em que o atacante esteve fora do time, duas por indisciplina (por causa da expulsão contra a Ponte Preta e do terceiro cartão amarelo diante do Corinthians) e uma por convocação para a seleção brasileira, o Santos empatou com Linense e ganhou do XV de Piracicaba e do Atlético Sorocaba. Com ele em campo, já sofreu duas derrotas no Paulistão, para Paulista e Ponte Preta.

O técnico Muricy Ramalho confirmou a escalação do mesmo time que disputou o treino coletivo de quinta-feira, com a volta de Neymar para formar a dupla ofensiva com André e o garoto Émerson como novo titular da lateral esquerda. "Léo nós já conhecemos e Émerson continua no time porque foi bem contra o Sorocaba, principalmente no segundo tempo. Ele precisa de novas oportunidades, porque não dá para se avaliar um atleta apenas por um jogo", justificou o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoSantos FCGuarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.