Arquivo/AE
Arquivo/AE

Santos e Luxemburgo se reencontram nesta segunda-feira

Ele será o treinador com o maior número de passagens pelo clube desde que Pepe deixou a Vila em 1994

18 de julho de 2009 | 12h30

Velho conhecido do torcedor santista, o técnico Vanderlei Luxemburgo inicia na próxima segunda-feira seu quarto reinado no clube da Vila Belmiro. Ele será o treinador com o maior número de passagens pelo Santos desde que Pepe deixou a Vila Belmiro, no ano de 1994.

Veja também:

linkMolina deixa Santos e acerta com clube da Coreia do Sul

linkSantos acerta a contratação do técnico Vanderlei Luxemburgo

linkSerginho faz mistério para escalar o Santos no clássico

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Dessa vez, o comandante pegará um time em crise, que poderá ser agravada caso a equipe não tenha um bom desempenho no clássico deste domingo contra o São Paulo no Morumbi. A reestreia do técnico deve acontecer na quarta-feira em casa contra o Atlético Paranaense, quando ele já poderá sentir como está o clima entre torcida e jogadores.

Contratado com status de astro, Luxemburgo chegou ao Santos pela primeira vez em 1997. Logo de cara, conquistou o Torneio Rio-São Paulo. Mas foi só. Apesar das contratações de Caio, Müller, Zetti e Ronaldão, o time fracassou no Paulistão e no Brasileiro. O técnico, que havia acertado contrato de dois anos, saiu do clube em janeiro de 1998 para dirigir o Corinthians.

A segunda passagem foi mais feliz. Tomando o lugar de Leão, ele dirigiu a equipe que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2004. No início do ano seguinte, foi para o Real Madrid.

Quando fracassou na Espanha, o Santos o recebeu de braços abertos. Ficou dois anos no clube e conquistou os Estaduais de 2006 e 2007. Causou polêmica com contratações de atletas ligados ao Iraty e saiu em dezembro de 2007 para o Palmeiras. No último dia 26, foi demitido do time alviverde.

CASA CONHECIDA

Vanderlei Luxemburgo encontrará no Santos uma estrutura que lhe é bastante familiar. Vai encontrar muita gente com quem já trabalhou. Um dos responsáveis pelo futebol é novamente Luiz Antonio Ruas Capella. Os dois formaram a dupla treinador-dirigente entre 2006 e 2007.

O treinador é a solução ideal para o presidente Marcelo Teixeira porque é considerado um para-raio. Absorve todas as críticas e muito pouco chega à diretoria. Mas isso tem seu preço. O técnico tem controle total da estrutura do futebol profissional. Não à toa, na sua última passagem pelo clube foi apelidado de "presidente do CT". E ele sempre fez justiça a essa alcunha.

O salário do técnico vai ficar em torno de R$ 450 mil. Muricy Ramalho, que era o preferido da diretoria do clube da Vila, havia pedido R$ 700 mil mensais. (Com Jornal da Tarde)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.