Santos elogia goleiro adversário

Apesar das lamentações sobre os gols perdidos, vários jogadores e o técnico do Santos, Alexandre Gallo, reconheceram que o goleiro do Flamengo foi decisivo no resultado da partida. "Foi o dia do Diego", resumiu o meia Ricardinho. "Ele neutralizou tudo no nosso ataque." O goleiro Henao também não poupou elogios ao colega de posição. "Ele teve excelente atuação e acabou como responsável pela vitória do Flamengo." Gallo foi outro que destacou o desempenho de Diego, mas não deixou de reclamar da equipe pelas várias oportunidades desperdiçadas. "Poderíamos ter decidido o jogo já no primeiro tempo." O atacante Robinho atribuiu a derrota do Santos às defesas arrojadas de Diego e a um lance, em especial, quando o placar era de 1 a 1. O atacante Fabiano recebeu passe em profundidade. Diante de Diego, que saiu da meta para fechar o ângulo, chutou a gol, em vez de passar a bola para Robinho, que estava livre, na altura da marca do pênalti. Robinho reclamou de Fabiano e depois ouviu dele um pedido de desculpas. Deivid, autor do gol do Santos, recebeu a orientação de voltar um pouco mais para buscar as jogadas depois que Fabiano entrou na vaga de Élton. Antes, ele já estivera três vezes diante de Diego, sem sucesso. "Nós tentamos, voltamos até para o segundo tempo mais ligados. Eu mesmo tive chances. Não esperava que o goleiro do Flamengo se saísse tão bem." O Santos agora volta as atenções para a Copa Libertadores da América. Joga quinta-feira, contra o Universidad de Chile, em Santiago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.