Ricardo Duarte / Internacional
Ricardo Duarte / Internacional

Santos empata com o Inter na Vila Belmiro pelo Brasileirão e alcança o quinto jogo sem vitória

Lucas Braga abre o placar no segundo tempo, mas pouco depois Bruno Méndez deixa tudo igual

Glauco de Pierri, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2022 | 23h31

O Santos deu a impressão de que alcançaria nesta quarta-feira, contra o Internacional na Vila Belmiro, a regularidade que o time tanto busca desde a chegada do técnico Fabián Bustos ao comando do time. Na maior parte do tempo, o time conseguiu manter um bom padrão de jogo, mas as chances de gol desperdiçadas no ataque e as grandes defesas do goleiro João Paulo fizeram com que o empate por 1 a 1 representasse a justiça no placar do confronto pelo Brasileirão.

Esse foi o quinto jogo consecutivo do Santos sem vitórias no Campeonato Brasileiro. Na sequência, o time perdeu para o Goiás, empatou com o Ceará, perdeu para o Palmeiras e empatou novamente com Athletico-PR e Internacional.

A partida começou como se esperava – o Santos apostava na transição rápida do meio para o ataque, para aproveitar a velocidade de seus jogadores de frente, e o Internacional chegava à partir de triangulações bem feitas em seu sistema ofensivo.

Os paulistas chegaram com perigo logo aos três minutos, com Bryan Angulo, e os gaúchos responderam aos oito, com Pedro Henrique finalizando para boa defesa do goleiro João Paulo.

Aos 25 surgiu o lance mais discutido da primeira etapa. Primeiro, Léo Baptistão foi derrubado na entrada da área. O árbitro Ramon Abatti Abel marcou pênalti, logo corrigido pelo VAR (Árbitro de Vídeo).

Na cobrança da falta, Lucas Pires cobrou bem a falta e Bauermann cabeceou para abrir o placar. Mas novamente o VAR chamou a arbitragem e assinalou impedimento do zagueiro do Santos, em um lance de avaliação muito difícil, mesmo com as linhas tracejadas pelo sistema computadorizado dos árbitros de vídeo.

Até o final do primeiro tempo, o goleiro João Paulo precisou fazer mais duas boas defesas. Do outro lado, após cobrança de escanteio. Bryan Angulo cabeceou na trave.

Na segunda etapa, os papéis se inverteram – o Santos passou a tentar chegar na base do toque de bola e o Inter começou a buscar a transição rápida e os contra-ataques.

O bom toque de bola do Santos fez o time chegar ao primeiro gol aos 20 minutos. Lucas Braga recebeu ótimo passe de Bruninho nas costas da defesa, driblou o goleiro Daniel e tocou para o fundo do gol. A arbitragem assinalou impedimento, mas no lance ajustado pelo VAR, o gol foi validado.

O problema do Santos é que pouco tempo depois o time levou o gol de empate. Aos 25, Pedro Henrique costurou pela esquerda, cruzou para trás e Maurício foi travado na hora da finalização. No rebote, o zagueiro Bruno Méndez bateu firme no canto esquerdo alto de João Paulo, sem chances para o goleiro santista.

Depois do empate do Inter o jogo ficou aberto. João Paulo evitou mais dois gols do time gaúcho, um deles em uma grande defesa após cobrança de falta de Carlos de Pena.

No ataque, o Santos quase marcou o segundo gol aos 34. Após rebote dentro da área, Lucas Pires encheu o pé, mas Vitão estava na linha do gol – a bola explodiu no peito do jogador do Inter, bateu na trave e saiu. 

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 1 INTERNACIONAL

SANTOS - João Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry), Ricardo Goulart (Rwan) e Léo Baptistão (Bruninho); Bryan Angulo (Lucas Barbosa) e Lucas Braga (Gabriel Pirani). Técnico: Fabián Bustos.

INTERNACIONAL - Daniel; Bustos (Bruno Méndez), Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Edenílson (Maurício), Alan Patrick (Taison) e Carlos de Pena; Pedro Henrique (Rodrigo Dourado) e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

GOLS - Lucas Braga, aos 20, e Bruno Mendéz, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Edenílson, Madson, Rodrigo Fernández.

RENDA - R$ 260.880,00.

PÚBLICO - 8.845 pagantes.

LOCAL - Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.