Santos empata e reassume liderança

O Santos pode agradecer à falta de pontaria do Flamengo a retomada da liderança do Campeonato Brasileiro. O time carioca foi melhor, mas perdeu muitos gols, especialmente no segundo tempo, e ficou no empate por 1 a 1, nesta quarta-feira, no Estádio do Maracanã. O ponto ganho no Rio levou o time de Vanderlei Luxemburgo aos 69 pontos, ao lado do Atlético-PR, mas a vantagem está no número de vitórias: 21 a 20 a favor dos paulistas. Para o Flamengo, que merecia melhor sorte no jogo, o resultado não alivia em nada sua situação complicada: é o 19.º colocado, com 42 pontos, e segue ameaçado pelo rebaixamento.O Flamengo tomou a iniciativa no primeiro tempo, procurou valorizar a posse de bola no campo do adversário, mas demorou muito para finalizar - tanto que, nos contra-golpes, o Santos teve duas boas oportunidades para marcar: aos 5 minutos, Léo fez jogada individual pela esquerda e Júlio César fez a defesa e aos 23, André Luís desviou de cabeça, com perigo, o cruzamento da direita.Mas foi justamente num contra-ataque que os cariocas abriram o placar. Jean tabelou em velocidade ainda no meio-campo, saiu frente à frente com Mauro e tocou na saída do goleiro. O gol não abalou os santistas, que empataram logo em seguida. Júlio César defendeu a primeira finalização de Robinho, dentro da área, mas o rebote sobrou para Deivid, que acertou o canto direito do goleiro.O time paulista deu a impressão de que subiria de produção no segundo tempo. Robinho e Elano começaram a se movimentar mais e aos 7 minutos, o meia teve a chance de concluir, dentro da área, mas o chute saiu fraco. No entanto, a atuação dos santistas ficou aquém do esperado: nas poucas vezes em que foi para o ataque, erros de passes e nenhuma jogada pelas laterais.No Flamengo, diante da limitação técnica dos companheiros, Felipe tentou resolver sozinho. Aos 10, fez boa jogada individual na área, mas bateu fraco e Mauro pegou sem problemas. Aos 12 minutos, o goleiro santista foi arrojado: saiu com precisão nos pés de Jean, que tentou o drible, e evitou o segundo gol do adversário.Outra grande chance de gol para o Flamengo veio aos 22, quando Jean tabelou com Felipe na entrada da área, mas o toque acertou a trave esquerda de Mauro.O técnico Ricardo Gomes percebeu o bom momento - principalmente porque os principais jogadores santistas, como Ricardinho e Robinho, estavam em jornada apagada - e colocou em campo todos os atacantes que tinha no banco de reservas: Dimba, Athirson e Jônatas. A pressão do ataque carioca dificultava a saída de bola do Santos.Marcinho, que entrou no lugar de Ricardinho, teve a melhor chance do Santos. Aos 41, recebeu o lançamento de Robinho, tocou por cima de Júlio César e a bola saiu por pouco. Vanderlei Luxemburgo não ficou satisfeito com a atuação de sua equipe, mas pelo menos segue para o jogo de sábado, contra o Fluminense, em São José do Rio Preto (SP), com a liderança do Brasileiro em suas mãos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.