Santos encara a Ponte e não liga se ajudar rival Corinthians

Técnico Emerson Leão cobra seriedade dos jogadores e escala três zagueiros para o duelo na Vila

Sanches Filho, Especial para O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2008 | 08h04

O Santos joga pelo Corinthians neste domingo, às 16 horas, contra a Ponte Preta, na Vila Belmiro - em duelo que terá acompanhamento do estadao.com.br. E se vencer ou empatar, deixa o time de Parque São Jorge na dependência de seu resultado diante do Noroeste, em Bauru, para avançar às semifinais do Campeonato Paulista.Veja também: Veja as chances de classificação e rebaixamento no Paulistão Simule a classificação final da primeira fase Quais times devem se classificar para a semifinal? TV Estadão: Análise da reta final do Campeonato Paulista ClassificaçãoEm meio à festa de gols em cima do San José, da Bolívia, na noite de terça-feira, na Vila Belmiro, alguns torcedores ensaiaram o pedido de "entrega para a Ponte, Santos" e se dependesse do presidente do clube, Marcelo Teixeira, apenas reservas estariam em campo. Mas prevaleceu a vontade de Leão, que terá Fabão e Marcelo na defesa, Adoniran e Rodrigo Tabata no meio-de-campo e, principalmente, o artilheiro Kléber Pereira, ao lado do equatoriano Michael Jackson Quiñonez no ataque. Será um Santos alternativo."Desse time todos já foram titulares. A exceção é Hudson. Conheço pouco dele, mas segundo o seu treinador na base [Márcio Fernandes], é um menino marcador, que tem boa impulsão e disposição", justificou Leão, lembrando que os titulares Domingos e Kleber não poderiam jogar neste domingo porque estão suspensos pelo terceiro cartão."Sem contar que Fábio Costa, com um corte no cotovelo direito, atuou na base do sacrifício contra o San José. Desfalque mesmo, só Molina, Rodrigo Souto e Marcinho Guerreiro porque não tenho reservas inscritos para as posições deles", disse o técnico.Para Leão, a vitória está acima de qualquer interesse ou favorecimento. Depois de ter o nome pichado nos muros do Centro de Treinamentos Rei Pelé, enfrentar uma campanha de parte da torcida enquanto o time estava nas últimas colocações do Estadual, o que ele mais quer agora é aumentar o número de partidas sem perder. Já são sete; seis pelo Paulista e uma pela Libertadores."Nosso compromisso tem que ser com a tradição do Santos. É nossa obrigação honrar a camisa, independente de quem estiver em campo", insistiu o treinador, que para convencer Teixeira a não incluir Kléber Pereira no primeiro grupo que viajou, na noite deste sábado, para o México teve que usar todo o seu poder de argumentação."Mostrei ao presidente que não podemos frustrar Kléber Pereira, que tem 12 gols e pode ser o artilheiro do campeonato se fizer gol contra a Ponte. Há, realmente, o risco de perder o jogador por contusão, mas sou otimista e para correr perigo basta sair de casa", contou Leão. SantosDouglas; Fabão, Evaldo e Marcelo; Filipi, Hudson, Adoniran, Rodrigo Tabata e Carleto; Quiñonez e Kléber PereiraTécnico: Emerson Leão Ponte PretaAranha; Eduardo Arroz, César, Jean e Vicente; Deda, Bilica, Renato e Elias; Luís Ricardo e WanderleyTécnico: Sérgio GuedesÁrbitro: Eduardo César Coronado CoelhoEstádio: Vila BelmiroHorário: 16 horasRádio: Eldorado/ESPN - AM 700 KhzPela primeira vez, Fabão começa uma partida no Santos. E Leão quer que ele readquira rapidamente a forma para passar a comandar a defesa santista. Neste domingo, jogará ao lado de Marcelo e Evaldo, outros dois zagueiros bem altos, com dois volantes de marcação à frente. A intenção do treinador é neutralizar o perigoso ataque da Ponte e tentar ganhar nos contra-ataques, já que por precisar do resultado, o adversário vai tomar a iniciativa.Os laterais Filipi e Carleto, que não marcam bem, vão jogar mais avançados, cruzando a bola para o aproveitamento de Kléber Pereira e Quiñonez. E a armação do jogo ficará por conta de Rodrigo Tabata, que sonha em voltar a ter um lugar no time.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPaulistão A-1Ponte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.