Ivan Storti/Santos FC e Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Ivan Storti/Santos FC e Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Santos encara o Palmeiras no Pacaembu para dar tranquilidade a Jesualdo

Clássico pelo Campeonato Paulista pode ser a solução para a pressão sofrida pelo treinador

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 de fevereiro de 2020 | 04h30

Um clássico pela primeira fase do Campeonato Paulista vale como uma decisão para o técnico do Santos, Jesualdo Ferreira. O time alvinegro recebe o Palmeiras neste sábado, às 16 horas, no Pacaembu, em um importante teste para o trabalho do técnico português. Pressionado pelos maus resultados, ele depende de um bom desempenho para ganhar mais estabilidade no cargo.

O Santos chega ao clássico com aproveitamento de apenas 52% dos pontos nesta temporada e sem vitórias em três dos quatro últimos compromissos. A cobrança no clube é grande para melhorar rapidamente, pois na terça-feira o compromisso será a estreia na Copa Libertadores diante do Defensa y Justicia, na Argentina. Por isso, o clássico pode ser uma resposta importante para uma equipe que vive instabilidade.

Nos bastidores do Santos, o trabalho do técnico Jesualdo Ferreira tem sido questionado. Mesmo com só dois meses de trabalho, as atuações fracas e o ataque de apenas seis gols em sete partidas existe a pressão de dirigentes para que o presidente José Carlos Peres troque o comando. O elenco também se mostra ciente de todo essa cobrança. "A culpa não é apenas dele (Jesualdo). Somos culpados também. Entramos em campo para jogar. Não existe apenas um culpado ou dois. São todos. Temos de melhorar como equipe", disse o zagueiro Luan Peres.

O próprio presidente do clube manifestou que esperava um rendimento melhor do trabalho do português. Durante evento na CBF, José Carlos Peres disse que apesar do Santos ser líder do grupo no Estadual, é preciso jogar melhor. "Entendemos que o Jesualdo tenha sua oportunidade de adaptação. Futebol fala por si só. Se a bola não entra, é uma questão difícil de controlar. Intenção é que ele tenha o tempo para se adaptar", explicou.

O técnico chegou ao clube na esteira do sucesso de outros dois estrangeiros no Brasil. Os resultados em 2019 do português Jorge Jesus no Flamengo e do argentino Jorge Sampaoli no próprio Santos serviram como um indicativo do quanto profissionais de outros países mereciam oportunidades. No entanto, até agora Jesualdo não conseguiu justificar a expectativa criada.

A novidade no Santos deve ser a entrada do atacante Yuri Alberto no time. Ainda sem jogar pelo clube em 2020, ele estava com a seleção brasileira na Colômbia para a disputa do Pré-Olímpico. Quem deve perder lugar é Arthur Gomes. Marinho continua como desfalque do setor ofensivo pois está em fase final de recuperação de fratura no tornozelo esquerdo.

O primeiro clássico da era da concessão privada do Pacaembu inaugura também a parceria do Santos com os gestores do estádio. O clube assinou um acordo para realizar nesta temporada pelo menos dez partidas no local. No ano passado a equipe fez 11 jogos no estádio como mandante e amargou nessas ocasiões resultados bem ruins, entre eles as eliminações na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana.

PALMEIRAS

O Palmeiras vive momento bem mais tranquilo e passará a ter melhor campanha geral do Campeonato Paulista em caso de vitória. O time do técnico Vanderlei Luxemburgo terá apenas uma mudança na escalação titular e promover a estreia do atacante Rony. O jogador trazido por R$ 28 milhões do Athletico começou a treinar com o elenco nesta semana e assume a vaga que era de Willian. 

O time alviverde também terá um compromisso pela Copa Libertadores na Argentina no meio de semana. O adversário será o Tigre. Mas Luxemburgo não está preocupado em poupar atletas e quer justamente observar como será a estreia de Rony. A estratégia é armar um ataque de muita movimentação, com o ex-jogador do Athletico aberto por um lado e Dudu por outro.

FICHA TÉCNICA

SANTOS X PALMEIRAS

SANTOS: Everson; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Eduardo Sasha, Yuri Alberto e Soteldo. Técnico: Jesualdo Ferreira.

PALMEIRAS: Weverton; Gabriel Menino, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Bruno Henrique, Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Rony e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza

Horário: 16 horas

Local: Pacaembu, em São Paulo

Na TV: Pay-per-view

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.