Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Santos encara Penapolense com toda atenção voltada para Leandro Damião

Para convencer Felipão, atacante quer mostrar serviço e tentará marcar seu primeiro gol

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

16 de fevereiro de 2014 | 05h00

SANTOS - Dono da melhor campanha do Campeonato Paulista, o Santos terá neste domingo, contra o Penapolense, em Penápolis, às 18h30, a chance de manter a invencibilidade no torneio e se aproximar um pouco mais da classificação para o mata-mata. E Leandro Damião terá a terceira oportunidade de marcar seu primeiro gol com a camisa do clube. Ele sabe muito bem que, quanto antes balançar a rede, melhor.

Damião chegou a fazer um gol em sua estreia, contra o Linense, mas ele foi anulado por impedimento. No segundo jogo, contra o Comercial, o ex-atacante do Internacional desperdiçou algumas boas chances, mas não foi para casa de todo chateado. Foi dele a jogada do segundo gol marcado pelo garoto Geuvânio na partida.

Dar assistências é bom, mas Damião foi contratado para anotar gols e é isso o que ele pretende fazer. O problema é que essa "fome de gol" gera ansiedade, coisa que Oswaldo de Oliveira está tentando contornar com a sua famosa fala mansa.

"A minha expectativa com relação a Leandro Damião é de crescimento de produção", comentou o treinador logo após o treino de sexta-feira, em que o atacante não teve um desempenho de encher os olhos. "De jogo para jogo ele vai se adaptando e conhecendo melhor os companheiros. Será uma escalada progressiva até que atinja a sua melhor forma e passe a nos dar muitas alegrias."

Há motivos para Damião se sentir pressionado, e o desejo de agradar à torcida santista é apenas um deles. O jogador é candidato a uma vaga no elenco que vai representar o Brasil na Copa do Mundo, mas o tempo para conquistar essa vaga é exíguo. No fim desta semana, Luiz Felipe Scolari vai convocar dois atacantes que atuam no Brasil para o amistoso contra a África do Sul, o último antes da convocação para o Mundial. Um deles será Fred e o outro pode ser Damião, mas para isso ele terá de brilhar hoje e quinta-feira, contra o Atlético Sorocaba.

Contra a retranca. Apesar da ótima fase do Santos, que ganhou suas cinco últimas partidas, Oswaldo prevê um jogo difícil no Estádio Tenente Carriço. Ele acredita que o adversário jogará fechado, com duas linhas de quatro jogadores a proteger sua área, e por isso preparou seu time para atacar pelas pontas. Cicinho e Geuvânio vão fazer as jogadas pelo lado direito do ataque santista e, do lado esquerdo, essa tarefa será cumprida por Mena e Thiago Ribeiro.

Uma estratégia que deu certo contra o Comercial e deverá ser repetida hoje é tirar Damião da área para puxar os marcadores e, dessa maneira, abrir espaço para Geuvânio, Thiago Ribeiro e Cícero. Foi o que ocorreu no segundo gol da partida contra o time de Ribeirão Preto. O centroavante voltou para o campo de defesa para compor a marcação, recuperou a bola no meio do gramado e, depois de uma arrancada, deu a assistência para Geuvânio.

O Penapolense é um dos melhores times do Interior no Paulistão, com quatro vitórias e três derrotas. O técnico da equipe de Penápolis é Narciso, que tem história marcante no Santos, clube que defendeu em 267 partidas como zagueiro e volante. Além disso, Narciso treinou o time sub-20 santista.

PENAPOLENSE X SANTOS

PENAPOLENSE - Samuel; Rodnei, Jailton, Gualberto e Rodrigo Birô; Liel, Petros, Neto e Washington; Rafael Ratão e Alex Creu. Técnico: Narciso.

SANTOS - Aranha; Cicinho, Neto, Gustavo Henrique e Mena; Alan Santos, Arouca e Geuvânio; Cícero, Thiago Ribeiro e Leandro Damião. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

ÁRBITRO - José Cláudio Rocha Filho.

HORÁRIO - 18h30.

TV - SporTV.

LOCAL - Estádio Tenente Carriço, em Penápolis (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.