Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Santos encerra ano melancólico contra o Sport no Recife

Clube sofreu com problemas extracampo, o que inclui a votação de um processo de impeachment do presidente José Carlos Peres

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

02 Dezembro 2018 | 05h00

O Santos se despede neste domingo da temporada 2018 decepcionado e cheio de desfalques. Sem grandes pretensões na rodada final do Brasileiro, o time enfrenta o desesperado Sport a partir das 17h, na Ilha do Retiro, sem a maior parte das suas principais peças - terá dez desfalques -, e no último compromisso sob o comando de Cuca

O Santos tentará deixar para trás uma temporada ruim. O clube sofreu com problemas extracampo, o que inclui a votação de um processo de impeachment do presidente José Carlos Peres, e caiu antes da decisão de todas as competições que disputou - foi semifinalista no Paulistão, parou nas oitavas de final da Libertadores e nas quartas da Copa do Brasil.

O duelo deste domingo também será de despedida, de Cuca, que recuperou o clube, mas vai deixá-lo por causa de problemas de saúde. "Eu pago uma dívida com o torcedor de fazer um bom trabalho. Poderia ser melhor, mas quem sabe no futuro eu não volte para o Santos para conquistar títulos aqui", afirmou. Ele encerrará a segunda passagem pelo clube.

Para o Sport, a partida é decisiva e tensa. O time terá de vencer e torcer por uma combinação de resultados para não cair. Com 39 pontos, precisa de derrota da Chapecoense, que tem 41, para o São Paulo, e que o América-MG, 40, não vença o Fluminense. Se empatar ou perder, o time estará rebaixado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.