Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Divulgação/Santos
Divulgação/Santos

Santos enfrenta a Ponte Preta no último jogo em Barueri

Santos voltará a mandar na Vila Belmiro, reaberta para clássico com o Corinthians

SANCHES FILHO, Agência Estado

25 de fevereiro de 2012 | 08h31

SANTOS - O Santos faz contra a Ponte Preta, neste sábado, às 18h30, na Arena Barueri, em Barueri, o seu último jogo da fase de classificação do Campeonato Paulista como mandante fora da Vila Belmiro (está fechada para reforma no gramado). A reabertura do estádio será com o clássico contra o Corinthians, no domingo da próxima semana.

Até agora, o bicampeão paulista recebeu os adversários em Barueri (empatou, por 1 a 1, com o Oeste e venceu, por 2 a 0, o Comercial), São Caetano do Sul (ganhou do Ituano, por 2 a 1), Presidente Prudente (perdeu do Palmeiras, por 2 a 1) e em São Bernardo do Campo (goleou o Linense, por 4 a 1). Sem problemas de cartões ou suspensões, o técnico Muricy Ramalho escala a força máxima. O goleiro Rafael, recuperado de dores no ombro e nas costas, será a novidade depois de ter ficado fora nos dois últimos jogos.

Mesmo sem ter contado até aqui com a vantagem de jogar na lendária Vila Belmiro e tendo atuado com o time reserva nas três primeiras rodadas, o Santos já é o quarto colocado na tabela de classificação, com 18 pontos, cinco atrás do líder do Corinthians, e vem de quatro vitórias seguidas, duas delas por goleada por 4 a 1 - contra Botafogo e Linense.

Muricy Ramalho e os principais jogadores dizem abertamente que a prioridade no primeiro semestre é a conquista do segundo título seguido da Copa Libertadores da América, mas ao mesmo tempo não abrem mão do tri paulista, depois de mais de 40 anos (1969).

"Para mim, jogo do Campeonato Paulista vale tanto quanto da Libertadores. Além disso, é importante vencer para não deixar os adversários lá de cima se distanciarem muito para que tenhamos, na reta final, a vantagem de jogar em casa, como aconteceu ano passado, na decisão do título contra o Corinthians", destacou Arouca. Para o volante, a programação elaborada pela comissão técnica para o início da temporada foi perfeita porque o time tem evoluído fisicamente a cada partida no momento mais importante. "O time está vencendo e convencendo. Com poucos jogos, dá para notar o equilíbrio entre a defesa, o meio e o ataque".

Apesar da evolução da equipe, dois jogadores ainda estão abaixo dos demais titulares: o artilheiro Borges, que até agora marcou apenas um gol, em cobrança de pênalti, e tem perdido seguidas oportunidades e o uruguaio Fucile, que tem caído bastante de produção no segundo tempo das partidas. Se o atacante não se recuperar, Muricy Ramalho poderá escalar Alan Kardec, que fez quatro gols nas três primeiras rodadas. Mas, com relação à lateral direita, o remédio é esperar pela recuperação do uruguaio atuando porque as opções para a posição são Pará, falho na marcação e fraco no apoio, e o garoto Crystian, que só sabe jogar avançado, como ala.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.