Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Santos enfrenta o Joinville e o gramado para se manter no G-4

Equipe alvinegra espera melhorar desempenho como visitante

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2015 | 07h01

O Santos entra em campo hoje tendo um adversário extra para encarar o Joinville. O gramado é algo que parece preocupar mais o técnico Dorival Júnior do que o próprio time catarinense, que luta para sair da zona de rebaixamento. 

Nos últimos dias tem chovido bastante em Santa Catarina e o gramado da Arena Joinville está muito ruim, cheio de falhas e locais que parecem mais uma lama. O treinador ficou assustado ao ver na TV o jogo do Joinville contra o São Paulo pelo Brasileiro Sub-20 e admitiu que a condição do campo é o que mais lhe preocupa hoje.

“Vai prejudicar o espetáculo. O Santos tem uma equipe mais leve e deve sofrer mais. Os jogadores estão alertas. Alguns viram a partida e vamos aguardar para que tenhamos condição de ter o jogo”, comentou o santista que já espera por um jogo muito fraco tecnicamente. 

Para tentar driblar o campo, o Santos deve deixar de lado seu rápido e eficiente toque de bola e apostará nas bolas paradas e cruzamentos. Dorival comandou na quinta e sexta-feira, treinos táticos dando destaque para tais fundamentos. 

Outro problema para administrar é o péssimo desempenho fora de casa no Brasileiro. O Santos venceu apenas um jogo, perdeu nove e empatou seis como visitante.

“Precisamos da mesma postura da Vila. Mesmo que tenhamos feito bons jogos fora de casa, os resultados não apareceram e precisamos melhorar para conseguir o G-4”, disse o treinador, que se mostra mais confiante por ver evolução da equipe longe de casa. 

O Santos tem mais três jogos fora de casa contra times que lutam contra o descenso, casos de Joinville, Coritiba e Vasco. “Será um jogo ainda mais complicado. É o jogo da vida deles, porque se não vencerem, dificilmente escapam da queda”, lembrou o goleiro Vanderlei.

Com 53 pontos e o quarto lugar, o time alvinegro quer aproveitar as rodadas que antecedem a decisão da Copa do Brasil, com o Palmeiras, para somar o máximo de pontos e deixar a classificação para a Libertadores bem encaminhada. 

Em relação ao time, o lateral-esquerdo Zeca e o zagueiro Gustavo Henrique estão fora, ambos suspensos. Sem eles, o treinador aposta em Chiquinho e Paulo Ricardo. 

No Joinville, PC Gusmão trabalha o lado psicológico dos atletas para não desistirem de se salvar da queda. O time começou a rodada com os mesmos 30 pontos do lanterna Vasco e só está à frente pelo saldo de gols. 

Sobre o time, os volantes Kadu e Naldo estão suspenso e o lateral-direito Edson Ratinho está machucado. O atacante Marcelinho Paraíba é dúvida, pois reclamou nos últimos dias de dores musculares.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE: Agenor; Arnaldo, Rafael Donato, Guti e Diego; Anselmo, Yuri, Fernando Viana e Edigar Junio; Marcelinho Paraíba e Kempes

Técnico: PC Gusmão

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Paulo Ricardo, David Braz e Chiquinho; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel, Ricardo Oliveira e Gabriel

Técnico: Dorival Júnior

JUIZ: Wagner Reway (MT)

LOCAL: Arena Joinville

HORÁRIO: 18h

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.