Santos entra em campo com força total no clássico

O primeiro jogo contra o Vitória será na próxima quarta-feira, mas o Santos quer começar a conquistar a Copa do Brasil no clássico deste domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro, diante do São Paulo. Enquanto o técnico do adversário, Ricardo Gomes, anunciou na sexta um time de reservas, à exceção do goleiro Rogério Ceni, Dorival Júnior concentrou todos os jogadores desde a noite de sexta e já avisou que vai escalar a força máxima.

SANCHES FILHO, Agência Estado

25 de julho de 2010 | 08h23

Dos titulares, apenas Robinho, que ainda não readquiriu a forma física depois da folga de uma semana, deve ser o poupado. Também ficam fora Arouca (terceiro cartão amarelo) e Léo (lesão muscular na coxa esquerda). Ele quer a vitória a qualquer custo para recuperar a confiança do campeão paulista antes das finais com o baianos. "Independente dos últimos resultados, São Paulo e Santos não esqueceram como se joga futebol. Por isso, qualquer que seja a formação de um e do outro, vão estar em campo as camisas do Santos e do São Paulo e, com certeza, teremos um grande jogo", previu Dorival Júnior.

Pela sua avaliação, a sequencia de três derrotas não reflete o bom futebol que o seu time mostrou no primeiro tempo diante do Fluminense e no equilíbrio da partida diante do Palmeiras. O Santos tem a pior campanha após a parada para a Copa do Mundo entre os 20 clubes do Campeonato Brasileiro, sem nenhum ponto ganho em três jogos disputados. Além disso, sofreu cinco gols e marcou apenas um.

Antes da Copa, o time estava no G-4 e depois da derrota por 2 a 0 contra o Atlético Paranaense, na última quarta, na Arena Baixada, despencou para o 12.º lugar na classificação, com 12 pontos, a apenas cinco do lanterna Atlético Goianiense, 10 atrás do líder Fluminense e a quatro do Internacional, o quarto colocado.

A situação seria menos preocupante se o Santos não estivesse a três dias de iniciar a decisão da Copa do Brasil contra o Vitória. Na próxima quarta, o time recebe a equipe baiana com a responsabilidade de ganhar por mais um gol de vantagem para não deixar o escapar o título que parecia ganho há pouco mais de um mês.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.