Santos espera mais um jogo retrancado

De olho no jogo do próximo sábado, quando enfrentará o Cruzeiro na disputa pela primeira colocação do campeonato, o Santos conta amanhã com uma vitória sobre o Criciúma, em jogo marcado para as 16 horas, na Vila Belmiro. "Uma vitória dará tranqüilidade para enfrentar o Cruzeiro, uma partida de seis pontos", comentou Léo. Leão volta a comandar o time em campo amanhã, depois de ter sido submetido a uma artroscopia no joelho, e escalou Diego, Renato e Elano, que retornaram da seleção, mas ficará sem o zagueiro Alex e o volante Paulo Almeida, que serão substituídos por Preto e Daniel, respectivamente. Diego espera um jogo retrancado e sabe como superar o esquema defensivo armado pelo adversário. "É preciso tocar bem a bola, perseverar e manter um grande volume de jogo durante os 90 minutos, sempre buscando o gol". Jogando assim, o meia entende que "mesmo que o Criciúma venha com uma retranca, uma hora a bola entra se a gente insistir sempre". Robinho acha que os espaços irão surgir naturalmente. "É complicado, a marcação está ficando cada vez mais forte, mas com a deslocação constante sempre acaba sobrando uma brecha para chegar ao gol". Ele vai atuar ao lado de William, companheiro desde os tempos do juvenil, e entende que o time tem tudo para crescer. "Eu e o William nos entrosamos bem e vamos fazer de tudo para repetir esse entendimento para que o time vença novamente". O irreverente atacante lembra que no jogo contra o Flamengo as coisas funcionaram bem: "nós conseguimos fazer uma boa movimentação e eu participei dos dois gols que o William marcou". Já o centroavante sabe que para ser titular no time de Leão não basta ser oportunista e estar sempre bem posicionado dentro da área. "Ele pede que a gente se movimente bastante", comentou o jogador, que terá nova chance para se firmar como titular e espera ter aprendido a lição. Ele passou a semana fazendo um trabalho físico para aumentar sua velocidade e diz que está pronto para encarar esse novo desafio. O zagueiro André Luís entende que o Santos está acostumado a enfrentar adversários que jogam para não perder. "É sempre assim na Vila Belmiro e vamos ter que superar mais esse adversário porque o objetivo é ficar sempre nas primeiras colocações". Zorro - Perguntado se poderia olhar para o juiz Wilson de Souza Mendonça e os bandeirinhas, já que ele e Mendonça tem uma diferença antiga, Leão respondeu: ?Só se eu fizesse como o Zorro e usasse uma máscara, mas comigo não tem nada disso. Vou trabalhar como sempre trabalhei. Se tiver que olhar frente a frente, vou olhar. Ele tem que conduzir a partida da melhor maneira possível, porque da última vez que o fez aqui não fez direito.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.