Vítor Silva/SSPress
Vítor Silva/SSPress

Santos está procurando um novo goleiro para a próxima temporada

Preferências são Jefferson, do Botafogo e da seleção, e Marcelo Lomba, do Bahia, mas diretoria não quer fazer grande investimento

O Estado de S. Paulo

22 de dezembro de 2014 | 07h01

O Santos procura um novo goleiro para a próxima temporada. Os nomes preferidos são Jefferson, do Botafogo e da seleção brasileira, e Marcelo Lomba, do Bahia, desde que o custo-benefício se encaixe na nova política santista.

Ciente da dívida de R$ 75 milhões do clube, além dos três meses de salários atrasados, o presidente eleito Modesto Roma Junior busca reforços que venham sem sangrar muito os cofres santistas.

O que pode facilitar a ida de Jefferson para a Vila Belmiro é que o Botafogo lhe deve mais de R$ 2 milhões. Mas seu salário é alto, o que pode ser um empecilho para o Santos. Marcelo Lomba é um nome mais viável por não ser considerado caro, mas há outros clubes interessados nele.

Outro goleiro que estava nos planos acertou sua ida para o Querétaro, clube de Ronaldinho Gaúcho. Trata-se de Tiago Volpi, que fez bela Série A pelo Figueirense e foi negociado com os mexicanos.

Aranha, apesar de não estar de saída do Santos, ficaria como opção no banco pela “pouca mobilidade” apontada pelos novos homens fortes do Santos. Muitos o consideram pesado demais e com dificuldade nas bolas rasteiras. Wladimir está negociando a renovação, mas não é visto com cacife suficiente para ser titular.

Modesto Roma Junior tomará posse nesta segunda-feira e anunciará sua nova diretoria, que será responsável por ter de reinventar o Santos. Sem dinheiro para grandes investimentos, as trocas fazem parte dos planos do clube.

Uma delas pode ser fechada com o Cruzeiro, que cederia Dagoberto ou outro jogador para levar o centroavante Leandro Damião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.