Santos está próximo de perder Fabiano Eller

Zagueiro chegou à Vila Belmiro há pouco tempo, mas está quase certa sua ida para o Al Jazira, do Catar

Sanches Filho, especial para O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2008 | 20h23

O Santos está para perder o xerife Fabiano Eller para o Al Jazira, do Catar. O zagueiro foi pedido do técnico Abel Braga, que já levou o atacante Rafael Sobis e o meia Alex, que jogou pelo Internacional, em 2006, na conquista do Mundial. O interesse não é novo. Segundo um membro da comissão técnica santista, quando o Santos pensou em contratar Rafael Sobis, Abel já havia pedido Fabiano Eller e Alex.    Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão    A diretoria santista confirma a informação e admite que se o jogador se interessar pela proposta e o Al Jazira chegar ao que o Santos quer, não há como impedir a transferência. Consta que a última oferta do clube do Catar foi de dois milhões de euros.   Fabiano Eller foi contratado após a goleada por 4 a 0 que o Santos sofreu diante do Goiás, na Vila Belmiro, e se apresentou no dia 1º de julho. Demorou alguns jogos para entrar em forma e agora é considerado um dos principais responsáveis pelo crescimento do time nas três últimas rodadas.   "Conto com Eller. Ele é imprescindível para o elenco, um jogador experiente e de grande competência. Se a transferência acontecer, vamos sentir bastante", analisou o técnico Márcio Fernandes. A provável saída de Eller foi o motivo para o Santos recontratar Adailton.   E nesta sexta-feira, o Santos perdeu outro jogador. O zagueiro Marcelo, cujo contrato termina neste domingo, acertou sua transferência para um clube da Polônia.   NOVELA KLÉBER PROSSEGUE Enquanto isso, a novela da contratação de Kléber pelo Hamburgo, da Alemanha, continua indefinida. Pessoas ligadas ao jogador ainda acreditam no sucesso das negociações. A informação é de que o clube alemão ofereceu inicialmente dois milhões e meio de euros pelo lateral-esquerdo e o Santos exigiu três milhões de euros.   Quando os alemães concordaram, o clube brasileiro subiu o seu pedido para três milhões e meio de euros e as negociações foram suspensas. "Até segunda-feira, o negócio deve ser fechado", revelou uma das fontes.   A presença de Kléber no clássico deste domingo ainda não está confirmada. Nesta sexta-feita à tarde, ele apenas andou em volta dos campos do CT Rei Pelé, mas o técnico Márcio Fernandes acredita na sua liberação.   Márcio acha que o clássico contra o São Paulo terá mais de um gol pelas características das duas equipes. "Vai ser um clássico perigoso, mas depois da vitória contra o Cruzeiro os jogadores estão mais alegres e motivados, mas sem euforia. Por isso, espero vencer", disse o técnico.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.