Santos estréia com vitória na Libertadores

O Santos passou sufoco, levou susto, mas venceu o Jorge Wilstermann por 3 a 2, em sua estréia na Taça Libertadores da América, nesta quinta-feira, nos 2.600 metros de altura de Cochabamba, na Bolívia. O destaque foi o atacante Basílio, que substituiu Robinho e marcou dois gols. Com o resultado, o time brasileiro assumiu a liderança do Grupo 7, com 3 pontos. O Jorge Wilstermann não tem nenhum, enquanto Guarany, do Paraguai, e Barcelona, do Equador, somam 1, depois do empate sem gols quarta-feira.Os bolivianos, empurrados pelos torcedores, deram trabalho no início, mas aos poucos os santistas passaram a dominar a partida. Em dois contra-ataques, o vice-campeão brasileiro chegou à vantagem de 2 a 0, gols de Basílio. No primeiro, ele aproveitou boa jogada de Renato e, no segundo, completou cruzamento de Léo. A diferença técnica entre os times era muito grande, mas a força de vontade do Jorge Wilstermann tornou o jogo equilibrado. O atacante brasileiro Túlio, que fez sucesso pelo Botafogo-RJ e que está em fim de carreira, diminuiu o placar, de cabeça, antes do intervalo.A tendência era de que a equipe da casa pressionasse no segundo tempo, porém foi o Santos que tomou a iniciativa. Diego teve tudo para fazer o terceiro gol e praticamente garantir a vitória, mas falhou na hora da finalização. Irritado, o técnico Leão o tirou para colocar o volante Preto Casagrande. O meia ficou nervoso com a substituição e saiu de campo contrariado. O treinador realmente errou na alteração. Os santistas perderam a criatividade e começaram a ser pressionados. Marín, de falta, empatou. Por sorte, no fim, Alex fez um golaço de falta e garantiu a primeira vitória do Santos na Libertadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.