Divulgação/SantosFC
Divulgação/SantosFC

Santos evita polêmica e marca nova reunião com Paulo Henrique Ganso

Comunicado oficial do clube diz que tudo está sendo feito para fechar plano de carreira

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2011 | 19h07

Santos - Horas depois de Paulo Henrique Ganso desabafar durante entrevista coletiva e cobrar maior valorização do Santos, a diretoria santista divulgou nesta terça-feira um comunicado oficial sobre o caso. Evitando polemizar, a nota assinada pelo presidente Luís Alvaro de Oliveira Ribeiro faz diversos elogios ao jogador e revela que o clube "está agendando uma reunião para a próxima semana" para discutir o "plano de carreira" do jovem meia de 21 anos.

Veja também:

linkGanso cobra valorização no Santos

Durante entrevista coletiva nesta terça-feira, Ganso revelou que não foi mais procurado pelo Santos para fazer um "plano de carreira" nos moldes do que o clube assinou com o atacante Neymar em agosto, quando conseguiu convencê-lo a recusar a oferta milionária do Chelsea. "Quero ter um salário melhor. Jogar no Santos é excelente, só que poderia ficar melhor. Quero buscar uma valorização maior", afirmou o meia, que está se recuperando de cirurgia no joelho esquerdo.

Na nota oficial, o Santos informa que as negociações com Ganso foram interrompidas no fim de outubro, numa decisão de comum acordo entre as partes, e reitera seu interesse em valorizar o jogador. Além disso, o clube minimiza as declarações desta terça-feira. "Uma manifestação isolada e episódica na entrevista coletiva de hoje, com traços de um eventual descontentamento com a sua relação com o clube, tem que ser relativizada", diz o comunicado santista.

Num texto cheio de elogios ao jogador, o Santos lembra que Ganso já teve o contrato renovado em março do ano passado, quando teve aumento salarial e vínculo prorrogado até fevereiro de 2015 - a multa rescisória é de 50 milhões de euros. O clube, porém, garante que busca nova valorização do jogador, fazendo um "plano de carreira" semelhante ao que foi acordado com Neymar. Para isso, promete retomar as negociações com os familiares do meia na próxima semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.