Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Santos evita protesto de torcedores em aeroporto

Jogadores sobem no ônibus ainda na pista do aeroporto e evitam 'chuva de pipoca' dos torcedores

AE, Agencia Estado

13 de julho de 2009 | 18h19

Os jogadores do Santos conseguiram evitar o protesto de torcedores (com pipoca) nesta segunda-feira no desembarque da equipe no Aeroporto Internacional de Guarulhos após a derrota por 6 a 2 para o Vitória, em Salvador, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também:

linkSantos demite o técnico Vágner Mancini

linkTorcedores jogam ovos e pipocas no ônibus do Santos

especial Mercado: as transferências dos times

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Temendo os protestos, o Santos decidiu estacionar o ônibus para a delegação na pista do aeroporto, despistando, assim os torcedores. Ludibriados pela manobra, os santistas foram até a Avenida Salim Farah Maluf, onde foram dispersados pelos policiais que escoltavam a delegação do time da Baixada.

Na madrugada desta segunda-feira, os muros da Vila Belmiro foram pichados com críticas aos jogadores e também ao presidente Marcelo Teixeira. Entre as frases escritas nos muros, havia criticas ao elenco - "Jogadores vagabundos" - e um apelo ao presidente do clube: "Acorda Teixeira". Inscrições como "Vergonha" e "Clube à deriva" também fora usadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.