Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Santos exibe preocupação com desgaste da viagem para a Colômbia

Time demorará quase o dia inteiro para chegar a Bogotá, onde enfrenta o Independiente Santa Fe

Estadao Conteudo

17 de abril de 2017 | 13h06

Mais do que os efeitos da altitude de Bogotá - a cidade colombiana está a 2.640 metros acima do nível do mar -, o desgaste é a primeira preocupação do Santos para o duelo desta quarta-feira com o Independiente Santa Fe, pela Copa Libertadores. Nesta segunda-feira, antes do embarque para a Colômbia, os jogadores comentaram sobre a longa viagem, que deverá durar quase todo o dia.

"Vou tentar ao máximo achar um conforto no meio do caminho. Vou escutar algumas músicas e ler alguns livros que estou levando. A viagem é longa, mas vamos nos preparar para essa decisão. O jogo é importante e miramos continuar na liderança do grupo", disse o zagueiro David Braz ao site oficial do Santos.

A delegação do Santos deixou o CT Rei Pelé na manhã desta segunda-feira, seguindo para o aeroporto de Guarulhos, onde embarcará no início da tarde. Se o primeiro deslocamento costuma durar uma hora e meia, o segundo tem previsão de cerca de 6 horas.

"É uma viagem longa, um voo demorado. Passamos praticamente o dia inteiro viajando para chegar na Colômbia. Mas vale a pena pela importância do jogo, pela importância da competição. Estamos focados e esperamos fazer um grande jogo lá (Bogotá) e voltar com a vitória", afirmou o lateral Victor Ferraz. Ele revelou que aproveitará a viagem para estudar os jogadores do time adversário que precisará marcar.

"Eu gosto de pensar no jogo, pensar nos jogadores que vou marcar e enfrentar. Eu terei um combate muito bom, porque os atletas que atuam pelo meu lado são extremamente rápidos. Espero que Deus me ajude e me dê forças para conseguir fazer mais uma grande partida. Que o nosso time esteja em uma grande noite e possa trazer a vitória", acrescentou.

Em Bogotá, o Santos fará um treino de reconhecimento do gramado do Estádio El Campín nesta terça-feira, véspera do confronto válido pela terceira rodada do Grupo 2 da Libertadores, liderado pelo clube da Vila Belmiro, com quatro pontos, um a mais do que o rival colombiano.

A única novidade na escalação do Santos será a entrada do polivalente meio-campista Jean Mota, que vai assumir a vaga do lateral-esquerdo Zeca, que sofreu uma lesão no menisco lateral do joelho esquerdo e passou por artroscopia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.