EFE/Elvis González
EFE/Elvis González

Santos faz jogo fraco e empata com o Unión La Calera pela Copa Sul-Americana

Em Viña del Mar, conjunto alvinegro repete dificuldades como visitante e vê Grupo C ficar embolado

Glauco de Pierri, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2022 | 23h38

O Santos foi até Viña del Mar, no litoral do Chile, encarar o Unión La Calera, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. A partida foi a 11ª do técnico Fabián Bustos como treinador da equipe – a sétima como visitante e a sétima partida em que o time não consegue uma vitória longe da Vila Belmiro. Em campo, um jogo ruim demais e que terminou empatado por 1 a 1.

Com o resultado, o Santos segue na terceira colocação do Grupo C, com os mesmos quatro pontos da Universidad de Quito, segundo colocado. O líder é o La Calera, com cinco pontos. O Banfield tem três.

O jogo começou com o Santos tentando se movimentar com velocidade entre o meio-campo e o ataque. O time chegou rápido ao primeiro gol. Aos dez minutos, Ângelo cruzou para Jhojan Julio, mas a defesa afastou. A bola voltou para Ricardo Goulart, que tocou para Angulo, que bateu de primeira, no canto esquerdo do goleiro Arce, e abriu o placar para o time brasileiro.

Mas o Santos parou por aí nos primeiros 45 minutos. Depois de marcar, o time passou a errar muitos passes. Isso fez com que o limitadíssimo time chileno saísse para o jogo.

Penúltimo colocado no Campeonato Chileno, o La Calera mantinha mais a posse de bola. E de toque em toque, os chilenos se aproximaram da área. Aos 25, Matíaz Fernández cruzou e Bauermann cortou apenas parcialmente. A bola sobrou para Valencia, que chutou forte para empatar a partida.

Após levar o gol de empate, o Santos recuou ainda mais. Os jogadores da equipe brasileira pareciam jogar com chuteiras de travas curtas, de borracha, de tanto que escorregavam no gramado do estádio Salsalito.

Para o segundo tempo, Bustos sacou os meias Ângelo e Jhojan Julio e mandou a campo outro meia, Gabriel Pirani, e o atacante Lucas Braga. O time até se posicionava de forma mais adiantada, mas seguia com uma atuação ruim.

O Santos perdeu várias chances de encaixar um contra-ataque para definir o jogo. No fim, Lucas Braga fez boa jogada pela direita e Léo Baptistão, dentro da área, bateu em cima do goleiro Arce. Se tivesse jogado um pouquinho a mais, o Alvinegro  teria vencido o jogo.

FICHA TÉCNICA:

UNIÓN LA CALERA 1 x 1 SANTOS

UNION LA CALERA: Arce; Matías Fernández (Orellana), Vilches, Santiago García e Wiemberg; Esteba Valencia (Thomas Rodríguez), César Pérez (Garrido), Alarcón, Passerini e Castellani (Abel Moreno); Sáez. Técnico: Carlos Galdames.

SANTOS: João Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Camacho), Ângelo (Pirani), Ricardo Goulart (Sandry) e Jhojan Julio (Lucas Braga); Bryan Angulo (Léo Baptistão). Técnico: Fabián Bustos.

GOLS: Bryan Angulo, aos 10 e Valencia, aos 25 minutos do 1º Tempo.

ÁRBITRO: Angel Arteaga (VEN).

CARTÕES AMARELOS: E. Bauermann, V. Zanocelo, Madson, Passerini.

PÚBLICO E RENDA: Não divulgados.

LOCAL: Estádio Sausalito, em  Viña del Mar (Chile).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.