Santos faz planos para voltar à liderança

O Santos conseguiu encostar no líder Atlético-PR e agora apenas um ponto separa as duas equipes. Por conta desse momento vivido na disputa, o técnico Vanderlei Luxemburgo quer concentração máxima nesta semana, em que enfrentará o São Paulo duas vezes: na quarta-feira pela Sul-Americana e no domingo pelo Brasileiro. Como a prioridade é o campeonato nacional, ele deve escalar novamente uma equipe mista para a primeira partida, dedicando especial atenção à recuperação dos jogadores e aos treinamentos, que serão realizados a partir de terça-feira em Atibaia. A rodada foi boa para o time santista, que goleou Ponte Preta por 4 a 0 na Vila Belmiro e contou com o empate de hoje entre o Atlético-PR e Paraná Clube, o que diminuiu a diferença de pontos entre as duas equipes. Além disso, os santistas têm uma vitória a mais que os paranaenses e empataram no saldo de gols, melhorando a situação no campeonato em todos os critérios de desempate. O técnico Vanderlei Luxemburgo destacou a importância desses índices: "esse campeonato está muito igual e pode ser decidido pelo número de vitórias ou saldo de gols", disse ele, reclamando que seu time poderia ter forçado um pouco mais a Ponte Preta para uma goleada maior ainda. "Foi uma oportunidade que perdemos de avançar um pouco mais". O que não estava nos planos do Santos era a interdição da Vila Belmiro por duas partidas, conforme decidiu o STJD. Amanhã, a diretoria deverá decidir se recorre ou não da sentença, com o objetivo de suspender seus efeitos, garantindo o uso da Vila até o julgamento definitivo da causa. Por enquanto, o Santos não decidiu onde mandará esses dois jogos, caso não consiga o efeito suspensivo. O treinador não escalou o time que enfrentará o São Paulo no clássico de quarta-feira, pela Sul-Americana, mas voltou a destacar a vantagem que o rival Atlético-PR terá mais uma vez, a de treinar a semana toda enquanto o Santos tem jogo na quarta. "A vantagem de ter uma semana livre é muito grande para recuperar o jogador para o próximo jogo", reclamou, lembrando que, passando para a próxima fase da Sul-Americana, o Santos passará a ter viagens para o exterior. "Aí a coisa muda de figura e vai complicar um pouco mais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.