Santos fica no 1 a 1 contra o Sport na Ilha do Retiro

Em jogo movimentado, time da Vila Belmiro desperdiça oportunidade de conseguir terceira vitória seguida

Rafael Vergueiro, estadao.com.br

30 de outubro de 2008 | 22h32

O Santos deixou escapar na noite desta quinta-feira a chance de chegar à terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Apesar de jogar fora de casa e ser dominado durante a maior parte do jogo pelo Sport Recife, o time perdeu excelentes oportunidades de gol, principalmente no segundo tempo, e teve que se contentar com 1 a 1. A partida na Ilha do Retiro foi válida pela 32.ª rodada da competição.Veja também:'Com um pouco de sorte teríamos vencido', diz FernandesBlecaute suspende jogo entre Figueirense e FluminenseVasco arranca empate no final com Atlético Paranaense Brasileirão Série A - Classificação Brasileirão Série A - Resultados/Calendário Ouça os gols no Território EldoradoDê seu palpite no Bolão Vip do Limão Com o resultado, a equipe da Vila, que vinha de triunfos contra Botafogo e Figueirense, chega aos 40 pontos (sete a mais do que o Náutico, primeiro da zona de rebaixamento) na tabela de classificação, em 12.° lugar. O Sport é o 11.° colocado, com 42 pontos.No confronto desta quinta, os dois gols saíram no primeiro tempo. Aos 29 minutos, Roger dominou dentro da área e levou um carrinho de Adriano: pênalti. Na batida, Fumagalli deslocou com tranqüilidade o goleiro Fábio Costa para inaugurar o marcador.Após o gol, o Sport cresceu de produção e por pouco não aumentou o placar ainda na etapa inicial. No entanto, no último lance antes do apito do árbitro, aos 45 minutos, Molina fez boa jogada individual e chutou. O goleiro espalmou e a bola sobrou nos pés de Kleber Pereira, que mostrou mais uma vez faro de artilheiro para empatar.No segundo tempo, o confronto foi bastante movimentado, com chances para os dois lados. Mas nenhuma das duas equipes conseguiu balançar as redes. O 1 a 1 deixou os dois clubes satisfeitos.Agora, o Santos volta a entrar em campo no próximo domingo, quando recebe o Palmeiras na Vila Belmiro e não poderá contar com Domingos, que levou o terceiro cartão amarelo contra o Sport. No mesmo dia, o Sport atua fora de casa contra o Atlético-PRJOGO MOVIMENTADOA partida desta quinta na Ilha do Retiro foi cheia de alternativas. Os mandantes demonstraram maior volume de jogo, mas a equipe comandada por Márcio Fernandes teve chances de claras de voltar de Recife com três pontos.Sem o zagueiro Fabiano Eller (suspenso) e os meias Roberto Brum e Rodrigo Souto (lesionados), o time santista começou a partida sem se encontrar em campo. A bola pouco chegava ao setor ofensivo, com Molina, Robinho e Kleber Pereira quase sem participar da partida.Já o Sport encontrava uma verdadeira avenida pelo lado esquerdo e criava boas chances, que saíam sempre dos pés de Dutra. No entanto, não levava muito perigo ao gol de Fábio Costa.Mas, aos 29 minutos, Roger foi derrubado de forma infantil por Adriano na grande área e Fumagalli converteu a penalidade máxima. O gol deu ânimo aos mandantes, que ainda no primeiro tempo tiveram chance de ampliar. Sport Recife1Magrão; Sidny, Igor, Durval e Dutra; Moacir    , Fábio Gomes (Kássio), Júnior Maranhão e Fumagalli (Wilson); Carlinhos Bala (Lúcio Curió) e RogerTécnico: Nelsinho BatistaSantos1Fábio Costa; Pará, Domingos     , Adaílton e Fábio Santos     ; Adriano (Fabão), Kléber, Molina (Michael) e Wendel; Robinho (Adoniran) e Kléber PereiraTécnico: Márcio FernandesGols: Fumagalli (pênalti), aos 30, e Kléber Pereira, aos 45 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Leonardo Gaciba (Fifa/RS)Estádio: Ilha do Retiro, no recife (PE)No entanto, o gol achado pelos visitantes aos 45, com Kleber Pereira (artilheiro isolado do Brasileirão, com 21 gols), mudou o panorama do confronto para o segundo tempo.Na etapa final, o Sport teve mais presença no campo de ataque e chegou a chutar uma bola na trave com Fumagalli aos 13 minutos. Entretanto, o alvinegro perdeu duas chances claras de gol.A primeira aconteceu aos 16, quando Molina ficou sem marcação na grande área e, de cabeça, desviou por cima do gol de Magrão. Já aos 31, Kleber Pereira recebeu livre e chutou cruzado, mas não pegou em cheio na bola e viu ela ir pela linha de fundo, tirando tinta da trave.Márcio Fernandes ainda mostrou ousadia ao colocar Michael e Adoniran em campo, para dar mais mobilidade à equipe e tentar a vitória. No entanto, o gol não saiu e o Santos teve que se contentar com o empate. BOA CAMPANHAApós o desastre no primeiro turno, quando ficou praticamente durante todo o tempo na zona de rebaixamento, a campanha santista no returno pode ser considerada tranqüila.Até agora, foram seis vitórias, cinco empates e apenas duas derrotas, uma contra o líder Grêmio e outra para o Goiás, time que também tem crescido de produção no Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.