Ivan Storti/ Lancepress
Ivan Storti/ Lancepress

Santos ganha a 1ª como visitante e mantém a ampla folga no Grupo D

Zagueiro David Braz aparece na segunda etapa para definir o triunfo por 1 a 0 na casa do São Bernardo e levar a equipe aos 11 pontos

Marcius Azevedo, Estadão Conteúdo

14 de fevereiro de 2015 | 18h56

O torcedor do Santos viu novamente o filme do empate sem gols no clássico contra o São Paulo passar pela cabeça no primeiro tempo diante São Bernardo. A equipe criou chances e não marcou. Mas David Braz foi mais eficiente do que os atacantes na etapa final e garantiu os três pontos.

A vitória por 1 a 0, neste sábado, no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo, manteve o time alvinegro com folga na liderança do Grupo D do Campeonato Paulista, com 11 pontos. Foi o primeiro triunfo do Santos como visitante. Os minutos iniciais deram uma falsa impressão de que o São Bernardo seria uma presa fácil para o Santos. A equipe alvinegra posicionava suas peças no campo de ataque, trocava passes, aproveitando o espaço fornecido por um acuado adversário.

As jogadas, porém, paravam antes de levar perigo ao gol de Daniel. O Santos chegava com eficiência até perto da área. Daí para frente faltava alguém para deixar algum companheiro em condições de finalizar.

O São Bernardo percebeu que iria sofrer o gol caso não fosse mais ousado e mudou o jeito de jogar. O time do ABC adiantou a marcação, passou a dificultar a saída de bola do Santos e criar oportunidades. A primeira chance surgiu aos 15 minutos, quando Lúcio Flávio fez ótima jogada individual e chutou forte, mas mandou por cima do gol. O mesmo Lúcio Flávio, aos 27, perdeu outra oportunidade, em cabeçada que assustou o goleiro Vanderlei.

Pelo lado do Santos, Ricardo Oliveira foi o responsável por criar e perder as melhores chances na etapa inicial. Na primeira, aos 24 minutos, o atacante perdeu um gol incrível. Ele finalizou para fora de pé direito, livre de marcação na entrada da pequena área, após cruzamento de Lucas Lima. Na segunda, aos 26, uma cabeçada depois de cobrança de escanteio, saiu por cima do travessão.

O enredo do começo do segundo tempo foi similar ao do primeiro. Só que, desta vez, o Santos foi eficiente. O São Bernardo recuou perigosamente, ofereceu o campo de ataque mais uma vez ao adversário e pagou o preço. O gol santista saiu logo aos 9 minutos. Depois de tentar alguns levantamentos diretos na área, Lucas Lima bateu escanteio para trás, no pé de Chiquinho. O lateral-esquerdo encontrou o zagueiro David Braz, livre de marcação, quase na pequena área, que marcou de cabeça.

Depois de abrir o placar, o Santos ensaiou uma pressão na tentativa de marcar o segundo e definir o jogo. A equipe alvinegra até criou uma boa chance com Renato e teve um gol anulado por impedimento, mas não obteve sucesso imediato em ampliar. Aos poucos, o time santista foi diminuindo o ritmo, evitando se expor. O técnico Enderson Moreira colocou Elano e Marquinhos Gabriel nos lugares de Leandrinho e Ricardo Oliveira, respectivamente, justamente para tentar aproveitar a maior qualidade no passe.

O São Bernardo não demonstrava muita força. Mesmo assim quase empatou aos 38 minutos, em uma cabeçada de Maikon, e aos 41, em chute de Jean Carlos, que foi defendido por Vanderlei. Antes da segunda chance, aos 39, Geuvânio mandou uma bola na trave de Daniel.

FICHA TÉCNICA

SÃO BERNARDO 0 X 1 SANTOS

SÃO BERNARDO - Daniel; Rafael Cruz, Diego Jussani, Luciano Castán e Vicente; Daniel Pereira (Vanger), Carlinhos (Jean Carlos), Marino, Magal e Cañete (Maikon); Lúcio Flávio. Técnico: Edson Boaro.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Werley e Chiquinho; Renato, Leandrinho (Elano) e Lucas Lima; Robinho, Ricardo Oliveira (Marquinhos Gabriel) e Geuvânio (Lucas Otávio). Técnico: Enderson Moreira.

GOL: Daviz Braz, aos 9 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flavio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS - Lúcio Flávio, David Braz, Renato, Robinho, Vicente.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.