Santos ganha de virada do Náutico e mantém o 2.º lugar

Vitória por 2 a 1 em Pernambuco faz o time alvinegro continuar na briga pelo vice e pela Libertadores 2008

31 de outubro de 2007 | 23h58

O Santos está firme na briga para garantir uma vaga na Libertadores do ano que vem e pelo vice-campeonato brasileiro após a vitória por 2 a 1, de virada, sobre o Náutico na noite desta quarta-feira, no Estádio dos Aflitos, em Recife. Este resultado fez o time alvinegro chegar aos 56 pontos e ficar com o segundo lugar na classificação provisoriamente, já que os santistas dependem do jogo do Palmeiras e Juventude, nesta quinta, além de mirar o próximo jogo, no domingo, contra o Atlético Mineiro, na Vila Belmiro.Veja também: Classificação Calendário / Resultados O volume de jogo do Santos foi bem melhor que o Náutico no primeiro tempo. Mais consciente, criava as melhores chances quando Tabata criava as jogadas e lançava Kleber Pereira, mas este se atrapalhava, ou Marcos Aurélio, o mais lúcido do ataque. Petkovic quase nada fez, aparecendo em uma chance: num chute forte de fora da área, que o goleiro Fabiano espalmou para fora, aos 39 minutos.Neste momento o time da casa já vencia por 1 a 0, graças à pressão que impôs no começo do jogo: Júlio César avançou e cruzou da esquerda para Felipe, na segunda trave, que cabeceou encobrindo Fábio Costa e a defesa santista. Até este momento o Santos tinha apenas uma boa jogada, num chute cruzado de Marcos Aurélio, no travessão, que ninguém conseguiu pegar o rebote. NÁUTICO1Fabiano; Radamés, Onildo, Toninho e Júlio César (Everaldo    ); Daniel Paulista, Elicarlos     (Marcelo Silva), Geraldo e Acosta    ; Marcelinho e Felipe (Ferreira).Técnico: Roberto Fernandes SANTOS2Fábio Costa; Dionísio, Domingos, Marcelo e Kléber; Adriano    , Rodrigo Souto, Petkovic (Pedrinho) e Rodrigo Tabata     (Vítor Junior); Marcos Aurélio (Renatinho) e Kléber Pereira.Técnico: Vanderlei LuxemburgoGols: Felipe, aos 15, e Kleber Pereira, aos 45 minutos do primeiro tempo; Pedrinho, aos 41 minutos do segundo tempo.Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/PR)Renda: Não disponívelPúblico: 15.252 (total)Estádio: dos Aflitos, em Recife (PE)O domínio santista - que ignorava a pressão do bom público presente no estádio - só teve resultado aos 45 minutos, quando enfim Kleber Pereira marcou o gol, batendo de primeira na bola após cruzamento, numa boa jogada de Kleber. "As coisas estão saindo bem e tomara que saiam mais gols no campeonato. Trabalho para isso", diz Pereira, que acabou com quase dois meses de jejum.No segundo tempo o ritmo do jogo diminuiu bastante. O Náutico atacava mais, chegou a assustar com Acosta, que sozinho na área cabeceou para a defesa difícil de Fábio Costa, aos 11 minutos, e com Felipe, que dominou na área e tentou encobrir o goleiro, aos 23 minutos. Porém, o torcedor do time alvirrubro se assustou ao ver Dionísio, num chute de longe, encobrir Fabiano e acertar a trave, aos 20 minutos.Tanto Náutico quanto o Santos continuaram criando boas chances de gol. Marcelo Silva, aos 35 minutos, esteve perto, após passe de calcanhar de Acosta, mas não acertou o alvo ao chutar de bico. Acosta, aos 38, invadiu a área e chutou forte, mas alto. O castigo veio na seqüência, quando Pedrinho recebeu na direita, driblou Marcelo Silva e chutou cruzado no canto esquerdo de Fabiano, aos 41 minutos, e fez o gol da vitória santista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.