Santos ganha e adia festa são-paulina

Mesmo sem jogar bem, o Santos ganhou da Inter de Limeira por 1 a 0, neste sábado, na Vila Belmiro, adiando a festa do título do São Paulo. Foi a estréia do técnico Gallo, contratado para substituir o demitido Oswaldo de Oliveira.Agora, o Santos está com 31 pontos, ainda 10 atrás do líder São Paulo. E, faltando apenas 4 rodadas para o final do Campeonato Paulista, a disputa pelo título está praticamente encerrada. Já a Inter de Limeira segue cada vez mais na lanterna, com 9 pontos, e bem perto do rebaixamento.Mesmo sem seus dois principais jogadores, Ricardinho e Robinho - ambos na seleção brasileira -, o Santos esteve melhor em campo. Faltou técnica, mas sobrou disposição. Principalmente de Deivid, que se desdobrou para levar o time à vitória.No primeiro tempo, o Santos teve boas chances para marcar. Aos 10 minutos, Tcheco chutou de fora da área e a bola saiu rente à trave. Aos 11, Deivid chutou forte e a bola furou a rede, só que do lado de fora para dentro. Aos 31, o mesmo Deivid recebeu passe na medida de Ávalos e só não fez o gol porque Carlos Carioca saiu na hora certa, tirando a bola dos seus pés. E, aos 38, Bóvio acertou a bola no travessão.No intervalo, Gallo tirou Flávio e colocou Bóvio na lateral-direita, entrando Beto, outro garoto do time B, para ser o segundo volante. É a renovação no Santos, com Halisson e Giba na defesa, além de Rogério, Beto e Cadu (substituiu Tcheco aos 12 minutos do primeiro tempo) no meio-de-campo. Mas quem decidiu foi Deivid. Aos 36 minutos do segundo tempo, ele recebeu belo passe de Evando e, já dentro da grande área, chutou de pé esquerdo, fazendo 1 a 0 para o Santos."É assim que o time tem que jogar. Se não der na técnica, tem que ser na vontade", disse Deivid, quando saía de campo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.