Santos ganha mais um dia para recuperar Molina

Primeiro jogo diante do Cúcuta, pelas oitavas-de-final da Libertadores, acontece na quinta-feira, dia 1.º de maio

Sanches Filho, Especial para O Estado de S. Paulo

24 de abril de 2008 | 18h19

O Santos terá um dia a mais para recuperar o colombiano Molina, com uma lesão de primeiro grau no músculo da coxa direita, para a estréia nas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América. É que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) confirmou para a próxima quinta-feira (dia 1º. de maio), às 20h30, na Vila Belmiro, o primeiro jogo - inicialmente seria na quarta-feira (dia 30) -, contra o Cúcuta Deportivo, da Colômbia.O principal responsável pela reação santista na reta de chegada do Campeonato Paulista e o artilheiro do time na Libertadores, com cinco gols, Molina está sem aparecer em campo há nove dias. Ele terminou o jogo contra o Cúcuta, na última rodada da segunda fase da competição sul-americana, se arrastando em campo, em razão da contusão na coxa. Também sofreu um corte no nariz, suturado com dois pontos, mas fez questão de permanecer em campo até mesmo quando Leão mandou Tripodi fazer o aquecimento muscular para substituí-lo, ainda no primeiro tempo. Hoje, Molina deve ser reavaliado e tem possibilidades de voltar treinar em campo na segunda-feira para readquirir ritmo de jogo.Como Domingos cumprirá suspensão pela expulsão no jogo passado, Leão formou a dupla de zaga com Fabão e Marcelo e manteve Betão improvisado na lateral-direita, no coletivo de ontem cedo no CT Rei Pelé. Devido à ausência de Molina, o meio-de-campo criou pouco e o ataque, com Kleber Pereira e Tripodi, não funcionou. Fabão, que torceu muito pela vitória dos clubes brasileiros na rodada de quarta-feira, acredita que Cúcuta das oitavas vai ser bem mais difícil do que o time dos dois primeiros jogos contra o Santos.  "Mas, não tem segredo. Temos que ganhar de qualquer jeito em casa e depois segurar o empate na Colômbia. Até o empate por 0 a 0 não chega a ser um mau resultado porque poderemos nos classificar com outro empate, desde que seja com gols, lá", analisou o zagueiro.As negociações com o Atlético-PR para a contratação Edno (disputou o Campeonato Paulista pelo Noroeste) estão paradas porque o jogador teria um pré-contrato com a Portuguesa de Desportos. O Santos oferece um jogador entre Vítor Júnior, Moraes e Carlinhos, em troca por empréstimo. Quanto a Lima, do Juventus, não há novidade. E Wesley considerou muito baixa a proposta do Santos para que ele renove o contrato que termina no dia 22 do próximo mês.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCMolinaEmerson Leão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.