Santos goleia Rio Branco e avança na Copa do Brasil

Com gols de Neymar e Kléber Pereira, o Santos não teve dificuldade para golear o Rio Branco-AC por 4 a 0, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, no jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O time paulista venceu a primeira partida por 2 a 1 no Acre.

FELIPE MENDES, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 00h06

O placar positivo do primeiro jogo deu ao Santos a segurança de poder perder por até 1 a 0 e ainda assim garantir a classificação. Apesar da vantagem, o técnico Vagner Mancini não poupou jogadores e escalou um ataque inédito formado pelo artilheiro Kléber Pereira, que retornou de contusão, e pelo jovem Neymar, de apenas 17 anos.

A disposição do ataque, no entanto, parou na pouca inspiração de Madson e Lúcio Flávio, os responsáveis pela criação do time. A equipe dominou o meio-campo com facilidade, mas não dava prosseguimento no setor ofensivo. Assim, Neymar e Kléber tiveram poucas chances de marcar no primeiro tempo.

Na melhor chance da etapa, Luizinho cruzou rasteiro da direita e Kléber Pereira, na pequena área, parou na boa defesa do goleiro André, aos 16 minutos de jogo. O Rio Branco, por sua vez, chegou a assustar por duas vezes com o atacante Testinha.

No lance de maior perigo ao gol de Fábio Costa, Testinha, sem marcação, recebeu passe na entrada da área, mas teve dificuldade para dominar a bola e mandou por cima do travessão, aos 19.

O primeiro tempo, jogado sob forte chuva, ainda foi marcado por um susto do atacante Rozier. Logo aos 3 minutos, ele se chocou de cabeça com Triguinho e desmaiou em campo. Apesar do lance perigoso, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá esperou o fim da jogada para atender o atleta, que permaneceu poucos segundos desacordado e acabou retornando ao jogo três minutos depois.

Na volta do intervalo, Madson se redimiu do fraco primeiro tempo e passou a movimentar o ataque santista. Aos 8, o meia deu bom passe para Neymar que, dentro da área, ajeitou a bola e bateu de bico, exigindo boa defesa de André.

Aos 14, Madson iniciou jogada na intermediária e rolou para Neymar avançar pelo meio, driblar o zagueiro e bater no canto direito de André, marcando o seu segundo gol com a camisa do Santos.

Três minutos depois foi a vez de Lúcio Flávio se recuperar. Pará avançou até a linha de fundo pela direita e cruzou para trás. O meia, que teve atuação apagada até então, apareceu sem marcação e finalizou com tranquilidade para balançar as redes.

Aos 23, o mesmo Lúcio Flávio foi derrubado na área. O árbitro marcou pênalti, mas Kléber Pereira, que completou a partida número 100 pelo Santos, acertou a trave. No rebote, Germano aproveitou a lenta recuperação do goleiro e bateu rasteiro, de fora da área, ampliando a vantagem santista.

Com o placar consolidado, Mancini fez as suas três substituições. Colocou Rodrigo Souto, Paulo Henrique Lima e Bolaños no lugar de Pará, Germano e Madson, visando o clássico com o Corinthians, domingo, no Pacaembu, pelo Paulistão.

Antes do final do jogo, Kléber ainda deixou a sua marca. Aos 42, Neymar levantou na área e o artilheiro escorou de cabeça: 4 a 0. O Rio Branco teve a chance de descontar um minuto depois em cobrança de pênalti. Mas Fábio Silva parou na defesa do goleiro santista, que garantiu a goleada.

Na próxima fase da Copa do Brasil, o Santos vai enfrentar o CSA, de Alagoas, que eliminou o Serra-ES ao vencer o segundo jogo por 3 a 1. A primeira partida será disputada em Maceió, ainda sem data definida.

Ficha Técnica:

Santos 4 x 0 Rio Branco

Santos - Fábio Costa; Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Germano (Paulo Henrique Lima), Pará (Rodrigo Souto), Madson (Bolaños) e Lúcio Flávio; Neymar e Kléber Pereira. Técnico: Vágner Mancini.

Rio Branco - André; Caimmy, Ananias, Rodrigão, Fábio Silva; Zé Marco, Ismael, Milton Melgar e Testinha (Neném); Rozier (Peri) e Juliano César (Rogério). Técnico: Ulisses Torres.

Gols - Neymar, aos 14, Lúcio Flávio, aos 17, Germano, aos 23, e Kléber Pereira, aos 42 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Germano, Fabão (Santos); Ananias, Milton Megar, Testinha (Rio Branco).

Cartão vermelho - Caimmy (Rio Branco).

Árbitro - Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

Renda - Não disponível.

Público - 1.855 torcedores.

Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.