Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Santos indica que poderá negociar goleiro Rafael após Mundial no Japão

Italiano Palermo está disposto a aumentar a proposta para contratar o jogador

Sanches Filho, Agência Estado

22 de agosto de 2011 | 18h11

SANTOS - O Palermo, da Itália, não desiste de Rafael e está disposto a aumentar a proposta para tirar o goleiro do Santos. A primeira oferta, de quatro milhões de euros (cerca de R$ 9,2 milhões) por 70% dos direitos econômicos do jogador, foi oficialmente entregue na sexta-feira. O presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro avisou que a resposta é não, porém deixou no ar a possibilidade de liberar o atleta após o Mundial da Fifa, em dezembro.

"Sou teimoso e não aceito vender nenhum titular, muito menos para pronta entrega", afirmou o dirigente nesta segunda-feira. "Aranha e Vladimir são excelentes goleiros, mas Rafael é Rafael. Em dezembro o Santos terá dois jogos históricos e emblemáticos pelo Mundial de Clubes e vamos precisar dele".

O empresário de Rafael, Paulo Afonso, está na Itália e repetiu por telefone que o Palermo mostra-se disposto a qualquer tipo de sacrifício para contratar o goleiro. "As negociações continuam. O Santos não quer liberar o jogador agora, mas nada impede que ele seja contratado para se apresentar em dezembro", disse o empresário. "O interesse não é de agora e o Palermo entende que, por sua personalidade e atuações, Rafael tem o perfil do jogador que vai dar certo no futebol europeu".

Rafael promete estar em campo na noite desta quarta, na Vila Belmiro, diante do Fluminense, apesar do corte e dos oito pontos que recebeu no supercílio direito no fim do primeiro tempo do jogo contra o Bahia, no domingo. "Eu vou jogar com uma proteção especial no local e não haverá problema. É só evitar novo choque para o ferimento não abrir de novo", disse o goleiro, nesta segunda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.