Santos indignado com Abade e Zveiter

Zé Elias era o espelho da indignação santista contra o árbitro Cléber Wellington Abade. O volante estava descontrolado. Parecia mais um torcedor dentro de campo assoprando o pavio para o barril chamado Vila Belmiro entrar em combustão a um profissional do futebol. No intervalo, o jogador já saira protestando contra os xingamentos de Carlitos Tevez e a inoperância do juiz.Após a confusão que originou o pênalti e o gol da virada corintiana, Zé Elias desabafou. ?Como ele vai dar um empurrão meu se o jogador estava atrás de mim? Como ele pode fazer isso??, esbravejava. O diretor de futebol Francisco Lopes perdeu a compostura e também partiu para cima de Abade. Só não chegou ao objetivo porque foi contido por Serginho Chulapa, um dos auxiliares do técnico Nelsinho Baptista. ?Tem que fazer uma limpa na arbitragem. Desde o Armando Marques até o aspirante a árbitro na federação. São ridículos.?Lopes continuou atacando Abade e Luiz Zveiter, presidente do STJD, responsável pela anulação das 11 partidas arbitradas por Edílson Pereira de Carvalho. ?No mínimo, ele (Abade) foi tendencioso. Ele criou todo esse ambiente, então tem de ser o responsável. Ele e o Zveiter!?

Agencia Estado,

13 de outubro de 2005 | 23h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.