Santos já corre atrás de reforços

Preocupado com o desmanche que está acontecendo no time, o Santos corre para reforçar seu elenco. Segundo Gallo, o time conta atualmente com 25 jogadores, sendo três goleiros e ele pretende trabalhar com um grupo de 28 ou 29 atletas. O treinador havia pedido quatro reforços, mas com a saída hoje de Léo e de Leonardo, esse número poderá crescer. Alguns nomes estão sendo comentados: os atacantes Denílson (Betis), Nilmar (Lyon), e Washington (Verdy Kawasaky), além do lateral esquerdo Kléber, ex-Corinthians, atualmente no Basel da Suiça. Gallo confirmou que Denílson e Nilmar foram oferecidos ao Santos. Em relação ao segundo, revelou que problemas financeiros podem impedir essa contratação. Quanto a Kléber, comentou que a contratação é interessante. "Ele cai bem em nossa equipe". Diante da impossibilidade de contar com Robinho, Deivid e Léo, Gallo treinou hoje o novo time para enfrentar o Goiás. Carlinhos será o lateral esquerdo, e no ataque ele pretende trocar a dupla Robinho-Deivid por Basílio e Douglas. No treinamento, mais um problema: o volante Fabinho voltou a sentir dores no tornozelo esquerdo e é dúvida para o jogo de domingo. Ele viajou com o time e passará por exames médicos para saber se terá condições de voltar à equipe. O técnico Gallo não lamentou as ausências, e disse que está no comando do Santos para resolver os problemas que surgem. Ele acredita que dentro de 15 dias o novo time estará armado. "Não é fácil. O interessante é lançar novos jogadores com 90% do time titular, e isso não vai ocorrer. Nossos jogadores não devem, portanto, serem cobrados como se o time titular estivesse em campo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.