Santos já pensa em contratações e técnico para 2009

Depois do fracasso de não garantir vaga nem para a Copa Sul-Americana e quase ser rebaixado à Série B, o futuro do Santos está agora com a diretoria. Madson (Vasco), Lúcio Flávio (Botafogo), Leandro (ex-Corinthians e São Paulo, atualmente no Verdy Tokyo) e Souza (Panathinaikos, da Grécia) são alguns dos reforços que podem ser anunciados nos próximos dias.Porém, a maior expectativa é com relação ao técnico para o Campeonato Paulista. O que mais se fala no clube é que Vanderlei Luxemburgo vai mesmo voltar à Vila Belmiro. Resta saber se já para o Campeonato Paulista ou apenas para o Brasileirão. O presidente Marcelo Teixeira, que em dezembro de 2009 vai tentar a sua quinta reeleição, promete um time forte e competitivo e vai precisar de um técnico de ponta para ganhar títulos.A contratação de Ocimar Bolicenho para ser o novo supervisor do departamento de futebol do Santos, é um forte indício de que o terreno está sendo preparado para o retorno de Vanderlei Luxemburgo. Os dois são amigos desde 1995, quando Bolicenho era o presidente do Paraná e contratou Luxemburgo para ser o técnico do time. No ano passado, o treinador retribuiu. Sua empresa de consultoria de esportes, a WL Sports, assumiu o Joinville, de Santa Catarina, e levou Bolicenho para ser gerente de futebol.O cargo de supervisor de futebol estava vago desde a demissão de Ilton José da Costa, em setembro. O ex-volante Clodoaldo foi o primeiro convidado para assumir, mas considerou o salário de R$ 3 mil por mês muito baixo. Também foram tentados sem sucesso o ex-lateral-esquerdo da seleção brasileira Branco, que é coordenador-geral do futebol do Fluminense, e Rodrigo Caetano, que acaba que ser nomeado diretor remunerado de futebol do Grêmio. O último emprego de Bolicenho foi no Marília, rebaixado para a Série C do Campeonato Brasileiro de 2009.O novo supervisor esteve no sábado no Centro de Treinamento Rei Pelé, mas ainda não foi apresentado oficialmente. Ele deve assumir as negociações com Domingos para a renovação do contrato que termina no próximo dia 31. Depois de concordar em pagar R$ 130 mil mensais, os dirigentes santistas se arrependeram e mandaram um recado ao zagueiro, através do seu procurador, Sérgio Dias: ou aceita ganhar R$ 80 mil por mês no primeiro ano, R$ 90 mil no segundo e R$ 100 mil no terceiro ou pode procurar clube. Segundo Dias, o Domingos tem propostas de três grandes clubes da Alemanha, além de Corinthians, Cruzeiro e Botafogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.