Santos joga 4ª pensando no Brasileiro

O duelo contra o Danúbio, quarta feira, em Montevidéu, é mais uma decisão para o Santos. Nos cálculos da comissão técnica e dos jogadores, uma vitória praticamente classifica o time para a Segunda fase da Taça Libertadores. Mas, a partida também é vista como uma espécie de ensaio para a estréia no campeonato brasileiro, dia 24, contra o Paysandu. "É importante pensarmos no Brasileiro, também, porque se quisermos conquistar o título precisamos de bons resultados e desde o início", afirmou o técnico Gallo. "Além do nosso futuro na Libertadores, vencer o Danúbio nos dará força para começarmos bem o Brasileiro." Para o treinador santista, o nível da competição nacional não permite pensar em tropeços. "O campeonato será muito equilibrado, os pontos perdidos dificilmente poderão ser recuperados", comentou. Antes de pegar o Danúbio e o Paysandu, o Santos encerra a participação no Campeonato Paulista contra o Marília, domingo, no interior do Estado. Mas o compromisso é quase ignorado pelo elenco. Uma equipe reserva reforçada pelo goleiro Mauro, o lateral direito Flávio e o volante Preto e o atacante Willian, entrará em campo. No ponto de vista de alguns, é um alívio ficar fora da partida. "Viajar seis horas de ônibus não é moleza. É melhor descansar para enfrentar o Danúbio", disse o atacante Deivid, que será poupado como os outros titulares, para o confronto em Montevidéu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.