Santos joga em Goiás para ficar longe da zona de perigo

O Santos precisa da vitória neste sábado, às 18h20, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, para trocar de posição com o Goiás e passar a ser o melhor do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Mas, não é apenas o topo da classificação que vai estar em jogo.Há seis partidas sem perder, único invicto do returno e a um ponto de um lugar na zona de classificação à Copa Sul-Americana de 2009, o time do técnico Márcio Fernandes quer voltar a ganhar fora de casa, o que não acontece desde o confronto com o Internacional, em Porto Alegre, no dia 30 de julho, quando Cuca ainda comandava a equipe santista. Assim, ficará bem longe da ameaça de rebaixamento à Série B.Por enquanto, a volta de Michael (recuperado de uma inflamação no ligamento colateral do joelho esquerdo) no lugar de Molina é a única mudança confirmada no time em relação ao da vitória diante do Fluminense, na Vila Belmiro.Depois de acertar o sistema defensivo e solucionar o problema do lado direito com a fixação de Wendel na lateral, a preocupação de Márcio passou a ser a esquerda. Ele considera Kleber e Michael dois jogadores técnicos e acredita que ainda vão render bem mais. Por isso, Molina passou a ser opção para a meia esquerda e o técnico se recusa a escalar Carleto, dando um descanso a Kleber, que não atravessa boa fase.O substituto de Domingos, que cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo, ainda não foi escolhido. Mas, tudo indica que será Fabão, com quem Márcio conversou demoradamente em campo, nesta sexta, entre o treino de dois toques e o tático.Além de ser o favorito para formar a dupla de zaga com Fabiano Eller, Fabão também vem sendo útil como espião. Na conversa com o técnico, o zagueiro, que jogou no Goiás, deu informações sobre o adversário e falou até sobre as dificuldades que os times de fora sentem com o clima seco de Goiânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.