Mauricio de Souza/Estadão
Mauricio de Souza/Estadão

Santos joga para o gasto e avança na Copa do Brasil

Equipe vence mais uma vez o Princesa do Solimões e enfrenta o Londrina pela 3.ª fase do torneio

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

16 de maio de 2014 | 00h06

SANTOS - O Santos confirmou o favoritismo e, mesmo sem ter uma boa atuação, avançou na Copa do Brasil ao vencer o Princesa do Solimões, do Amazonas, por 4 a 2, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. No confronto de ida, já havia vencido por 2 a 1 na Arena Amazônia, em Manaus. Agora o time vai encarar o Londrina, do Paraná, na terceira fase do torneio, em partidas que serão disputadas apenas depois da Copa do Mundo.

O técnico Oswaldo de Oliveira optou por poupar o meia Cícero, um dos principais jogadores do time. Também não pôde contar com o atacante Leandro Damião, que está machucado. Com isso, o comandante colocou em campo uma equipe com dois volantes de marcação (Arouca e Alison), dando liberdade para o trio ofensivo formado por Geuvânio, Gabriel e Thiago Ribeiro.

O JOGO

E foi com seus jogadores de frente que o Santos abriu a caminhada para a classificação. Logo aos 10 minutos, Thiago Ribeiro arriscou de longe e a bola passou com perigo. Pouco depois veio o gol: Geuvânio lançou Gabriel em velocidade, o jogador tirou o goleiro Rascifran da jogada e mandou para o gol vazio, abrindo o marcador.

O gol deixou o Princesa do Solimões atordoado e não demorou para o time tomar o segundo. Aos 24 minutos, em uma jogada pela esquerda, Mena cruzou, Thiago desviou e a bola sobrou para Cicinho. O lateral-direito mandou para o gol enquanto a defesa do time amazonense ficava olhando a jogada.

Só que o segundo gol fez o Santos diminuir o ritmo e o Princesa do Solimões começou a atacar mais. Aos 31 minutos, Lídio chutou com perigo. E sete minutos depois, Marinelson fez boa jogada pela direita e tocou para Michel Parintins, que da entrada da área mandou no canto de Aranha e diminuiu o placar.

No segundo tempo, o Santos voltou disposto a não tomar sustos e logo fez o terceiro, quando Clayton He-Man, em um lance bizarro, mandou contra o próprio gol. Pouco antes, Gabriel tinha perdido grande chance ao mandar a bola no travessão.

Apesar do placar favorável, o time pecava na marcação e dava muito espaço para o adversário. Alguns erros no último passe também atrapalhavam o ataque da equipe santista. E não demorou para os donos da casa sofrerem mais um gol, em uma jogada de bola parada. Aos 13 minutos, Deurick aproveitou bobeira da zaga e mandou a bola para o gol de dentro da pequena área.

O gol fez o Santos acordar mais uma vez e, em uma jogada individual, Thiago Ribeiro chutou de fora da área e o goleiro Milton, que havia entrado no lugar de Rascifran após o primeiro gol, acabou aceitando. Com 4 a 2, o time da casa se deu ao luxo de deixar o jogo mais aberto.

A partir dos 30 minutos, os dois times demonstraram cansaço e o jogo ficou mais lento. Clayton He-Man poderia ter feito o terceiro se Aranha não defendesse a boa cabeçada. E Gabriel ainda perdeu um gol ao sair na frente do goleiro. No final, vitória sem muito brilho.

VITÓRIA DO PAYSANDU

Na última partida válida pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, o Paysandu fez valer o seu mando de campo e venceu o Sport por 2 a 1, no estádio Mangueirão, em Belém. Com isso, o time paraense obriga a realização do jogo de volta e ainda leva a vantagem do empate para avançar à próxima fase.

Enfrentando o adversário com reservas, o Paysandu venceu a partida com todos os gols acontecendo no segundo tempo. Yago Pikachu e Marcos Paraná marcaram para o time mandante e Felipe Azevedo fez para o Sport.

Com a vitória, o Paysandu poderá até empatar no jogo de volta, que acontece depois da Copa do Mundo, no dia 24 de julho, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife. O vencedor deste confronto enfrentará o Coritiba.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 4 x 2 PRINCESA DO SOLIMÕES

SANTOS - Aranha; Cicinho, Jubal, Bruno Uvini e Mena (Zé Carlos); Alison, Arouca (Leandrinho), Lucas Lima e Geuvânio; Gabriel e Thiago Ribeiro (Diego Cardoso). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

PRINCESA DO SOLIMÕES - Rascifran (Milton); Deurick, Clayton He-Man (Nando), Thiago e Lídio; Amaral, Rondinelli, Michell e Fininho; Marinelson e Branco (Edinho Canutama). Técnico: Marquinhos Piter.

GOLS - Gabriel, aos 18, Cicinho, aos 25, e Michell, aos 38 minutos do primeiro tempo; Clayton He-Man (contra), aos 9, Deurick, aos 13, e Thiago Ribeiro, aos 25 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jubal (Santos); Branco e Clayton He-Man (Princesa do Solimões).

ÁRBITRO - Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN).

RENDA - R$ 63.130,00.

PÚBLICO - 3.781 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.