Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Santos justifica demora por Ronaldo e torce para Adriano rescindir com time turco

Jovem volante entra como parte da negociação que levou Bruno Henrique ao Flamengo

Redação, Estadão Conteúdo

28 de janeiro de 2019 | 09h41

O Santos embalou três vitórias consecutivas no Campeonato Paulista, a última delas no clássico de domingo com o São Paulo, mas a demora nas negociações para reforçar o elenco, o que chegou a ser alvo de reclamações do técnico Jorge Sampaoli, faz o time ainda se movimentar no mercado de transferências. E os próximos jogadores a chegar ao clube podem ser o volante Ronaldo e o lateral-esquerdo Adriano.

Ronaldo reforçará o Santos como parte da negociação que levou Bruno Henrique a se transferir para o Flamengo. O atacante já até estreou pelo clube da Gávea, tendo marcado os dois gols da vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, sábado, no Engenhão. Mas o Santos ainda negocia com o volante.

O acordo com Flamengo permitirá a chegada de Ronaldo por empréstimo até o fim de 2019. Porém, segundo o presidente José Carlos Peres, o Santos ainda acerta alguns detalhes do contrato por empréstimo para confirmar a chegada do jovem meio-campista, de 22 anos, que atuou apenas quatro vezes pelo clube carioca em 2018.

"Restam detalhes. É preciso fazer primeiro um contrato de transferência por empréstimo, com o Flamengo, e outro para a opção de compra, para que haja acerto no fim do vínculo. Assim, por exemplo, o Dodô teria ficado conosco", afirmou o dirigente, em referência ao lateral-esquerdo Dodô, que atuou por empréstimo pelo Santos no ano passado, se transferindo nesta temporada ao Cruzeiro.

Até pela saída de Dodô, outro nome na mira do Santos é Adriano, pois Orinho é o único lateral-esquerdo à disposição de Sampaoli nesse momento. Nesse caso, porém, o clube precisa que o jogador feche um acordo com o Besiktas para rescindir o seu contrato com o Besiktas. A partir disso, o time da Vila Belmiro poderá fechar um acordo com ele.

Peres comparou a situação de Adriano com a de Vagner Love, que estava com salários atrasados no time turco e fechou acordo para rescindir seu vínculo, tendo sido anunciado como reforço do Corinthians na última sexta-feira.

"É uma situação parecida com a do Vagner Love. Adriano está tentando a rescisão com o clube lá. Enquanto ele não conseguir isso, fica difícil. É um ótimo nome", explicou o dirigente santista.

Para a temporada 2019, o Santos se reforçou o meia-atacante venezuelano Yeferson Soteldo, o zagueiro colombiano Felipe Aguilar e o goleiro Everson, único nome a ainda não ter estreado com Sampaoli.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.